Track & Field em sua oferta pública inicial pode levantar até R$ 735 milhões

LinkedIn
A varejista Track & Field pode levantar até R$ 735 milhões em sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) preferenciais. O valor dependerá de ela conseguir vender todas as ações de sua oferta base, um total de 49.166.000 ações.

A varejista definiu entre R$ 10,65 e R$ 14,95 a faixa indicativa de preços na sua oferta pública inicial de ações.

A empresa pretende colocar 19.718.000 ações na oferta primária, cujos recursos vão para o caixa da empresa, e 29.448.000 ações na secundária, em que os valores vão aos acionistas que estão vendendo a participação.

Existe a possibilidade de a oferta da Track & Field ser acrescida de um lote suplementar de até 15% das ações da oferta base, ou 7.7374.900 papéis. Neste caso, considerando o valor no topo da faixa indicativa, a oferta pode totalizar até R$ 845,3 milhões.

Segundo o prospecto, os recursos provenientes da oferta serão utilizados para pagar dívida, distribuir dividendos e investir em produtos, cadeia de produção e em seu centro de distribuição.

O preço por ação definitivo será definido em 22 de outubro. Os papéis estreiam no mercado dia 26 de outubro, negociados com o símbolo “TFCO4”. A operação é coordenada por BTG Pactual, Bank of América, Itaú BBA e Santander.

A Track & Field vende artigos esportivos, moda praia, calçados e acessórios. A empresa também promove eventos de yoga, “ballet fitness” e corridas de rua.

Ela possui 230 lojas espalhadas por 24 Estados, além de presença no e-commerce. Assim como outros nomes, a empresa enfrentou bastante dificuldades por conta da pandemia de covid-19. A receita recuou 30,2% nos primeiros seis meses do ano, na comparação com o mesmo período de 2019, para R$ 79,5 milhões, resultando em um prejuízo líquido de R$ 1,9 milhão no primeiro semestre.

Apesar do momento, ela destacou que o e-commerce registrou um aumento de 275% no volume de vendas até 30 de junho.

A empresa apresentou em março pedido de registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Ela adotou uma estrutura acionária diferenciada. Cada ação ordinária e preferencial tem direito a um voto, mas as preferencias tem direito a receber um valor dez vezes maior em dividendos.

Isso permitirá à Track & Field emitir um décimo da quantidade de ações preferenciais do que seria necessário para que os investidores tenham direito ao valor econômico correspondente a 10 ações ordinárias. O objetivo é manter o poder de decisão nas mãos dos fundadores.

Considerando apenas a oferta base, a companhia pretende deixar em circulação no mercado o equivalente a 5,18% do seu capital social. Se lançar as ações suplementares, o percentual sobe para 5,96%.

Deixe um comentário