Criptomoeda e Pix: Stellar pode ser ‘um complemento ao sistema’, segundo curso oferecido pela altcoin

LinkedIn

A altcoin Stellar (XLM) promoverá em breve um curso online sobre a tecnologia blockchain e o mercado de criptomoedas no Brasil, através de uma parceria com o Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) do Rio de Janeiro.

Assim, com inscrições gratuitas até o dia 10 de novembro de 2020, a formação oferecerá ainda um certificado que pode ser válido como comprovante de horas complementares.

De acordo com a descrição do curso, a “sala aberta” da ITS que abordará a tecnologia blockchain deve apresentar também informações sobre outras criptomoedas além da XLM, como o Ethereum (BTC) e o Bitcoin (BTC).

Além disso, o curso aponta que a altcoin pode ser “um complemento aos sistemas de pagamentos como o Pix”, em uma análise sobre como a criptomoeda pode impulsionar o cenário econômico atual do Brasil.

Formação sobre tecnologia blockchain

O curso oferecido pela Stellar terá apenas duas aulas, que serão ministradas por especialistas nos dias 10 e 11 de novembro de 2020, com previsão de início sempre às 17h, terminando assim até 18h30.

Segundo a organização do curso sobre blockchain e criptomoedas, as inscrições podem ser feitas até duas horas antes do início da primeira aula, na próxima terça-feira (10).

Logo no primeiro dia, a formação terá uma introdução sobre a tecnologia blockchain através de uma análise da criptomoeda XLM. A aula será ministrada pelo especialista Gabriel Aleixo.

Além de apresentar a tecnologia blockchain aos alunos do curso, Aleixo deve explicar como o setor financeiro deverá ser impactado nos próximos anos. O administrador também deve abordar outras “formas de dinheiro” além do Bitcoin.

“O cenário da Stellar no Brasil”

Com aulas voltadas para a criptomoeda Stellar, no segundo dia do curso do ITS do Rio sobre a tecnologia blockchain os participantes devem aprender sobre a atuação da criptomoeda Stellar no Brasil.

Com apresentação de Lisa Nestor e Thomaz Brandão Teixeira, a segunda aula da “sala aberta” pretende apresentar informações sobre o impacto que a Stellar e a nTokens pode causar no sistema financeiro do país.

“Na segunda aula, discutiremos como a Stellar e a nTokens podem ajudar a impulsionar o espaço financeiro do Brasil.”

Pix e criptomoedas

O sistema Pix será abordado ainda no segundo dia de aula do curso do ITS Rio, que apresentará como uma tecnologia pode ser capaz de favorecer o uso de criptomoedas como a Stellar.

Com transações em fase de testes liberadas nesta última terça-feira (3), a partir do dia 15 de novembro de 2020 o sistema estará disponível em todo o Brasil, conforme noticiou o Cointelegraph.

“(A Stellar pode ajudar) como um complemento aos sistemas de pagamento como o PIX, o novo método de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central do Brasil.”

Além da Stellar, a nTokens também será apresentada no curso como uma plataforma para o desenvolvimento de ativos digitais, além de “ajudar a criar oportunidades no setor de pagamentos digitais”.

“Por meio da nTokens, a Stellar pode ajudar a criar oportunidades para empresas brasileiras no setor de pagamentos digitais domésticos e internacionais em rápido crescimento.”

Por Paulo José

Deixe um comentário