ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

É hora de comprar ações da Priner (PRNR3), diz XP

LinkedIn

Capitalizada e pronta para crescer de forma mais acelerada após IPO, a Priner (PRNR3) é recomendada pela XP. Segundo a corretora, o preço-alvo para o final de 2021 é de R$ 13,40.

Além disso, para a XP, a Priner usará os recursos do IPO para ampliar seu portfólio de serviços com o one-stop shop. Ou seja, um espaço que oferece todas as soluções da empresa para o cliente. Dessa forma, a Priner focará em M&A de empresas cujo serviço ainda não é oferecido por ela.

Os analistas da XP que assinam o relatório, Matheus Soares, Vitor Pini e Maira Moldonado, afirmam:

 “Nós acreditamos – especialmente após o IPO – que a companhia está bem posicionada para aumentar sua participação no setor à medida que ela consegue penetrar o seu portfólio de serviços em novos mercados e indústrias”

Além disso, os analistas destacaram que mesmo com a queda do PIB em 2015 e 2016 a empresa cresceu sua receita líquida. Dessa forma, pontuou que além de ter um negócio resiliente, vem crescendo com o tempo.

Portanto, a XP Investimentos possui uma visão bem otimista para a recuperação do setor de manutenção industrial. Assim sendo, estima um crescimento médio anual nas receitas de 14,4% até 2023. Além disso, um crescimento de 49,9% para o EBITDA durante este mesmo período.

Já para 2031, a corretora projeta 6,3% de crescimento da receita, levando em consideração que a Priner irá alcançar 10% de market share no ano.

Por fim, a XP projetou um prejuízo líquido de R$ 1,2 milhão para 2021. Dessa forma, espera que a empresa volte a ter lucro apenas em 2022, com a melhora das margens e dos volumes.

Sobre a Priner

A companhia, que fez seu IPO em fevereiro deste ano, atua no segmento de serviços e manutenção industrial para negócios de óleo e gás, mineração, papel e celulose, petroquímica, siderurgia e também para o setor naval.

Texto escrito por Diogo Albuquerque, graduando em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e colaborador do Guia do Investidor.

Deixe um comentário