ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

Pools de mineração dão sinal verde para atualização de privacidade da rede Bitcoin

LinkedIn

Poolin publicou um novo rastreador para pools de mineração que estão dando o sinal verde para Taproot, uma atualização em desenvolvimento para a rede Bitcoin que visa impulsionar a privacidade de transação.

Taproot — e assinaturas de Schnorr — estão sendo consideradas como parte de uma bifurcação moderada (ou “soft fork”) que, se for aprovada e integrada, poderiam representar as primeiras atualizações significativas ao Bitcoin desde o acréscimo da “testemunha segregada” (do inglês “Segregated Witness” ou SegWit) em 2017 — em que o tamanho de cada bloco aumentou para 2 megabytes (MB).

Taproot deseja manter a mesma aparência para todas as transações àqueles que observam o blockchain, independente de sua composição ou estilo.

Segundo o rastreador da Poolin, três pools estão indicando seu suporte à bifurcação Taproot/Schnorr: além da própria Poolin, BTC.com e Slush Pool também são a favor da atualização.

O código da Taproot foi incluído à biblioteca do Bitcoin Core em outubro, representando a etapa final antes da aplicação oficial. Ainda não se sabe como se dará esse processo — segundo Poolin, existem duas abordagens para operadores de nós (incluindo mineradores).

Segundo a BTC.com, Poolin totaliza quase 18% dos blocos minerados nas últimas 24 horas; BTC.com, cerca de 9% dos blocos; Slush, 2%.


Distribuição histórica da taxa de hashes do Bitcoin (Imagem: The Block)

Deixe um comentário