Valid (VLID3) 3T20: prejuízo soma R$ 2,4 milhões

LinkedIn

O balanço da Valid referente aos últimos três meses de operações foi divulgado ainda nesta quinta-feira, 5 de novembro. O lucro líquido do período mostra um prejuízo de R$ 2,4 milhões, revertendo um lucro líquido de R$ 31,7 milhões em igual período do ano passado.

Os resultados da Valid (BOV:VLID3) referentes às suas operações do terceiro trimestre de 2020 foram divulgados no dia 05/11/2020.

→ A Valid desenvolve plataformas de segurança integradas e customizadas para governos e organizações privadas. É uma fornecedora global de soluções seguras personalizadas. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

Trader ? Faça um Coaching de Investimentos com a YouTrade e obtenha resultados consistentes.

O Ebitda (lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 74,5 milhões, representando uma queda de 23,7% sobre o 3T19. A margem Ebitda consolidada foi de 14,3%, 2,9 pontos percentuais abaixo do registrado no mesmo trimestre do ano passado.

Segundo a Valid, essa redução é derivada de um Ebitda da divisão de Identificação 59,0% menor, explicado por uma queda de 49% dos volumes de emissões de documentos no Brasil, em que houve paralisação total dos sites de emissão desde março deste ano, em virtude da pandemia, com retorno gradual ao longo do 3T20. Com esse retorno, no comparativo com o 2T20, o aumento foi de 325,7% no Ebitda e margem 10,0 pontos percentuais superior.

A receita líquida ficou em R$ 522,1 milhões no período, uma redução de 8,2% sobre o terceiro trimestre de 2019. O lucro bruto registrou R$ 109,3 milhões no 3T20.

Novos prazos de carteira de motorista

A Valid ganha a vida emitindo carteiras de identidade, carteiras de motorista e atuando no mercado de meios de pagamento, entre outros. No ano passado, a companhia emitiu 14,3 milhões de CNHs. Desse total, metade referiu-se à renovação de CNHs de motoristas com idades entre 18 e 49 anos.

Assim, a Valid estima que o impacto sobre as receitas será sentido a partir do quinto ano de vigência da lei, isto é, em 2026. Desse ano até 2030, a perda será de R$ 130 milhões por ano. Isso significará que R$ 40 milhões deixarão de entrar no caixa da companhia por ano, medidos pelo ebitda.

A lei que altera os prazos foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em meados de outubro. A partir de abril de 2021, quando a lei começa a vigorar, motoristas com menos de 50 anos renovarão a CNH a cada dez anos. Quem tem entre 50 e 70 ano renovará a carteira a cada cinco anos. Acima disso, o prazo será de três anos.

VISÃO DO MERCADO

Ágora

Apesar de não terminar o 3T20 com lucro, a Ágora projeta melhores resultados para Valid nos próximos trimestres e destacou o desempenho do segmento de Identificação, que fechou com receita de R$ 120 milhões.

“Do lado positivo, o segmento de celular continua a ter um bom desempenho, embora tenha se beneficiado principalmente da valorização do câmbio”, comentaram Fred Mendes e Luiza Mussi, analistas da Ágora.

Ágora mantém recomendação neutra, com preço-alvo de R$ 22,00.

 

VISÃO TÉCNICA


Gráficos GRATUITOS na br.advfn.com

Aprenda a analisar graficamente os seus ativos. Acesse: www.youtrade.pro.br

Peça uma análise do seu portfolio de investimentos e ações.
Clique e fale com o especialista da YouSave ou acesse www.yousave.com.br


FaleComEspecialista

Deixe um comentário