As empresas públicas detêm mais de US$ 3,6 bilhões em Bitcoin, segundo pesquisa

LinkedIn

O pesquisador Kevin Rooke tem rastreado as participações de Bitcoin (BTC) em empresas públicas nos últimos dois anos. De acordo com Rooke, as empresas públicas agora detém mais de US$ 3,6 bilhões em BTC.

Em 2019, as empresas públicas tinham apenas 20.000 BTC. Este número aumentou para 105.837 BTC em 12 meses. Segundo Rooke:

“No ano passado, as empresas públicas mantinham menos de 20.000 BTC em seus balanços. Hoje, 19 empresas públicas mantêm 105.837 BTC, avaliados em mais de US$ 3,6 bilhões. ”

Bitcoin sob gestão de empresas públicas. Fonte: Kevin Rooke

Hoje, a MicroStrategy é a maior detentora de Bitcoins, com 70.784 BTC e a GalaxyDigital Holdings em um distante segundo lugar, tem cerca de 16.400 BTC. A Square Inc., por sua vez, é a maior empresa em capitalização de mercado entre os acionistas de companhias abertas, e detém cerca de 4.700 BTC.

Por que a demanda institucional por bitcoin está crescendo?

Em um ano, só as empresas públicas acumularam cerca de 85.000 BTC, o que equivale a US$ 2,67 bilhões.

Essa tendência indica o rápido crescimento da demanda institucional por Bitcoin, o que pode ser observado também pela atividade comercial crescente da Grayscale e da CME.

AuM da Grayscale BTC vs. preço do BTC. Fonte: Bybt.com

Os produtos da Grayscale e o mercado futuro de Bitcoin na CME atendem principalmente a instituições, cuja participação tem aumentado macivamente desde meados de 2020.

As instituições estão aumentando sua exposição ao Bitcoin devido às expectativas de que o BTC eventualmente evoluiria para uma alternativa ao ouro.

Em meio ao aumento da inflação e das injeções de liquidez dos bancos centrais, investidores e corporações estão buscando maneiras de proteger seus ativos e carteiras. Winklevoss disse:

“A inflação rouba de você o trabalho de sua vida. O peso argentino perdeu 50% de seu valor em relação ao dólar americano nos últimos 3 anos. E isso diz muito, dado o estado atual do dólar americano. Não é à toa que o interesse nas pesquisa sobre #Bitcoin está disparando. ”

Se o governo Biden continuar a introduzir agressivamente estímulos e esforços econômicos para aliviar as condições causadas pela pandemia, provavelmente ele criará um ambiente cada vez mais favorável para a recuperação do Bitcoin e do ouro.

O que os analistas esperam do BTC no curto prazo

No futuro próximo, apesar do ambiente macroeconômico atraente, os analistas estão um pouco cautelosos.

Ainda assim, no contexto macro, os analistas dizem que se inclinam para o cenário de alta para o Bitcoin. Alex Krüger, economista e trader de Bitcoin, disse:

“ O $BTC está preso no intervalo entre US$29.000 e 35.000. Ele pode quebrar para qualquer lado. A principal razão pela qual eu inclino para cima são as taxas de juros. A exuberância do mercado enxaguou o sistema dramaticamente, conforme vemos nas taxas decrescentes. Este é um mercado altista, e os comerciantes agora estão baixista. E isso é otimista. ”

Também há expectativas de que mais instituições acumulem Bitcoin nas próximas semanas, devido ao ânimo do mercado, que inclina para a alta do ativo.

Taxa dos futuros perpétuos do Bitcoin no gráfico semanal.  Fonte: Digital Assets Data

Além disso, o mercado de derivativos foi reiniciado, com o mercado futuro ficando menos sobrecarregado. Um trader também observou:

“O financiamento é fixo ou negativo. Os perpétuos estão sendo negociandos abaixo do ponto. A base perp-spot não tem sido negativa desde novembro, durante a pré eleição, e a base trimestral anualizada caiu de 25% -28% há uma semana, até atingir os 7-10% . Tudo indica um desaquecimento saudável. ”

Por Joseph Young

Deixe um comentário