Engie: projetos de redução de metano e fotovoltaico são selecionados pelo Ciclo 2020

LinkedIn

O Projeto de Redução de Emissões de Metano Lages (SC) e o Projeto Fotovoltaico de Paracatu (MG), da Engie (BOV:EGIE3), foram selecionados pelo edital Compromisso com o Clima (Ciclo 2020).

A iniciativa é voltada para organizações interessadas em compensar suas emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE), bem como apoiar projetos socioambientais que fomentem a mitigação dos impactos das mudanças climáticas.

O Programa Compromisso com o Clima teve início com a Natura e o Itaú, em parceria com o Instituto Ekos Brasil, e atualmente conta com o apoio de diversas outras empresas de diferentes setores da economia. RaiaDrogasil, B3, Localiza, Lojas Renner, Mattos Filho e a MRV são algumas delas.

A Unidade de Cogeração Lages, em Santa Catarina, produz energia limpa e renovável a partir do aproveitamento de resíduos da indústria madeireira e ­ florestal, contribuindo para a proteção do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida da comunidade local. O processo de cogeração a partir de resíduos de indústrias evita as emissões de metano provenientes da decomposição da biomassa.

Para o CEO da Engie Brasil, Maurício Bähr, os diferenciais de sustentabilidade e as contribuições dos projetos das empresas aos ODS das Nações Unidas são fundamentais para a escolha da Engie como fornecedora de certificados de redução de emissões para grandes empresas comprometidas com a sustentabilidade e redução da pegada de carbono de suas atividades.

“O investimento da Engie em ações socioambientais e para a melhoria da qualidade de vida da população, bem como as contribuições do Projeto Lages para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, são determinantes para parcerias com empresas relevantes do país”, afirma.

Deixe um comentário