Carrefour (CRFB3): Lucro líquido de R$ 2,76 bilhões em 2020, avanço de 43%

LinkedIn

O Grupo Carrefour Brasil registrou, em 2020, lucro líquido atribuível aos controladores de R$ 2,76 bilhões, avanço de 43% em relação ao ano anterior. No quarto trimestre de 2020, um lucro líquido atribuível aos controladores de R$ 935 milhões, o que representa um avanço de 47% em relação aos R$ R$ 636 milhões registrados no mesmo período de 2019.

Os resultados do Carrefour (BOV:CRFB3) referente a suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 17/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

4T20

O Carrefour Brasil apresentou lucro líquido ajustado ao controlador de R$ 886 milhões no quarto trimestre 2020, uma alta de 31,1% em relação ao registrado no mesmo período de 2019.

No período, a empresa também reportou uma alta de 22,3% da receita total, para R$ 20,7 bilhões.

O Ebitda ficou em R$ 1,732 bilhão, alta de 18,2% ante o quarto trimestre de 2019.

No resultado negócio a negócio do grupo, o Ebitda Ajustado do Atacadão ficou em R$ 1,065 bilhão, alta de 25,7%. Na bandeira Carrefour, o indicador foi de R$ 455 milhões, alta de 42,2%. Já no Banco Carrefour ele foi de R$ 266 milhões, queda de 20,6%.

As vendas líquidas do grupo ficaram em R$ 19,873 bilhões, um crescimento de 24,1% em relação ao contabilizado um ano atrás.

“Nossa estratégia de expansão nos formatos de lojas de atacado e proximidade nos últimos 12 meses adicionou mais 3,8% de crescimento, com 14 lojas do Atacadão (das quais 6 conversões de lojas Makro e 1 atacado de entrega) e 8 novas lojas do varejo (das quais 7 do formato de proximidade e 1 supermercado) no quarto trimestre”, informou a companhia em seus resultados.

Segundo a companhia, as vendas mesmas lojas (unidades abertas a mais de 12 meses) tiveram crescimento nas vendas de 22,9%, impulsionado pelo desempenho do Atacadão no indicador (+27%). As vendas mesmas lojas no braço de varejo subiram 13,3%, excluindo gasolina.

Para o Banco Carrefour, o crescimento no faturamento foi de 19,2%, para R$ 11,6 bilhões, com altas de 13,4% no cartão de crédito Carrefour e de 35,2% no cartão de crédito Atacadão.

No acumulado do ano, as vendas líquidas do Atacadão cresceram 23,1%, para R$ 47,1 bilhões. No braço de varejo o avanço foi de 12,5% em 2020, para R$ 20,58 bilhões. O faturamento do Banco Carrefour cresceu 15,5%, para R$ 38,2 bilhões.

Dividendos

O Carrefour afirma que estabelecerá, a partir deste ano, a distribuição de proventos de no mínimo 45% do lucro líquido ajustado de cada exercício social.

O conselho de administração do Carrefour recomendou o pagamento de R$ 759 milhões em dividendos complementares. Os proventos serão deliberados em assembleia geral ordinária em 13 de abril.

De acordo com o comunicado, com a aprovação dos dividendos complementares propostos, a companhia poderá chegar ao patamar de R$ 1,24 bilhão pago aos acionistas, ou R$ 0,62 por ação. O valor é equivalente a 45% do lucro líquido ajustado do exercício de 2020.

Teleconferência

 O Carrefour Brasil avalia que as condições que impulsionaram o varejo de alimentos e o comércio eletrônico no ano passado se manterão em 2021, com executivos da empresa otimistas sobre o desempenho da empresa em um ambiente ainda incerto devido aos impactos de medidas de isolamento social.

O resultado veio apesar de uma redução nos pagamentos do coronavoucher no período pelo governo federal. Questionado sobre se o fim do auxílio impactará o desempenho do grupo neste ano, o vice-presidente finanças do Carrefour Brasil foi categórico:

“A resposta é não. O coronavoucher já tinha sido reduzido em setembro/outubro…e o Atacadão acelerou no quarto trimestre”, afirmou Sébastien Durchon, em teleconferência com analistas nesta quinta-feira.

“No início de 2021 não dá para enxergar desaceleração da tendência. A redução do coronavoucher vai impactar mais outros negócios que alimentos…O impacto nas vendas não vai ser percebível nos próximos meses”, acrescentou o Durchon.

Executivos da companhia afirmaram que as mudanças nos hábitos dos consumidores, que deixaram de fazer muitas refeições fora de casa, devem se manter neste ano, favorecendo as vendas de supermercados e o varejo online de alimentos.

Neste sentido, o Carrefour Brasil “está bastante otimista” sobre o cenário de evolução de margens de lucro, disse Durchon. “Não achamos que inflação alimentar vai cair…Estamos bastante otimistas para 2021. Pode acontecer algum mês ter uma comparação anual negativa, mas no todo enxergamos crescimento”, disse.

Na frente online, o Carrefour Brasil trabalha para abrir contas digitais para clientes do Atacadão e está completando o processo para aceitar pagamentos e transferências por meio do PIX, afirmaram executivos da companhia.

O grupo terminou 2020 com um índice de endividamento de 0,28 vez e um caixa de 5,6 bilhões de reais, o que abre oportunidades de fusões e aquisições neste ano e no próximo, disse o presidente-executivo, Noël Prioux, sem dar detalhes.

Para 2021, a empresa estima acelerar o crescimento de lojas para 45 novas unidades, considerando a operação da rede Makro, que foi adquirida pelo grupo. “Expansão de lojas é oportunidade para o banco e para o e-commerce”, disse Sébastien Durchon, diretor financeiro e de relações com investidores.

Outro destaque do trimestre foi a recuperação sequencial do Banco Carrefour. “O Ebitda passou de negativo no terceiro trimestre para R$ 266 milhões no quarto trimestre”, diz Durchon. Segundo ele, alguns indicadores de riscos ficaram menores do que níveis pré-pandemia, como inadimplência. “Mostra assertividade das decisões de crédito no início da crise.”

VISÃO DO MERCADO

Morgan Stanley

O Morgan Stanley destaca que as margens do Atacadão e do Carrefour no varejo ficaram abaixo das estimativas do banco, mas a receita total foi 3% superior, e as receitas por ação ficaram 11% acima da expectativa. A receita do Carrefour no varejo cresceu 8% na comparação anual, ficando 6,5% abaixo da previsão do Morgan Stanley. A alta de 42% no lucro Ebitda ficou 17% acima da expectativa do banco. Em termos de receita, o Atacadão registrou alta de 32% na comparação anual, ou 8% acima da expectativa do Morgan Stanley. Mas a alta de 21% no lucro bruto ficou 2% abaixo de sua expectativa.

XP Investimentos

De acordo com a equipe de análise da XP Investimentos, a companhia continuou a entregar resultados fortes no Atacarejo e Varejo, com o Banco Carrefour apresentando uma recuperação mais rápida do que esperado. Adicionalmente, a companhia anunciou o pagamento de um dividendo adicional de R$ 759 milhões (yield de 1,9%) além de uma mudança na sua política de dividendos para até 45% do lucro líquido ajustado (versus 25% antes).

“Acreditamos que os resultados de curto prazo permaneçam sólidos, enquanto vemos o setor estruturalmente melhor no ‘novo normal’ do que antes da pandemia devido a políticas flexíveis de home office e novos hábitos de consumo”, apontam os analistas.

XP Investimentos mantêm recomendação neutra e preço alvo de R$ 25,00 para o fim de 2021.

Pensando em investir no Carrefour?

→ O Carrefour é uma rede varejista que atua no comércio de produtos alimentares e não alimentares em mais de 150 cidades, e em todos os 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

As ações do Carrefour são negociadas no Novo Mercado.

Estrutura Acionária

carrefour

Composição Acionária

ACIONISTAS CONTROLADORES 1.574.303.824 79,3%
Ações em circulação 410.895.226 20,7%
Total 1.985.199.050 100%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações do Carrefour oscilaram entre a mínima de R$ 16,74 e a máxima de R$ 23,96. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em ligeira queda de 0,09%, negociada a R$ 20,13.

Confira o histórico do Carrefour (CRFB3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Médio Vol Médio Variação Variação %
1 Semana 19,55 20,41 19,55 20,21 4.112.067 0,58 2,97%
1 Mês 19,62 20,41 18,88 19,58 3.056.912 0,51 2,6%
3 Meses 19,04 21,93 18,54 19,70 4.815.443 1,09 5,72%
6 Meses 19,83 21,93 18,17 19,88 5.643.920 0,30 1,51%
1 Ano 22,33 23,96 16,74 19,85 5.887.196 -2,20 -9,85%
3 Anos 15,00 24,77 14,00 19,36 3.791.504 5,13 34,2%
5 Anos 14,95 24,77 13,90 18,70 3.826.454 5,18 34,65%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário