Itaú Unibanco (ITUB): Lucro líquido acumulado de R$ 18,53 bilhões em 2020, pesando as provisões para fazer frente à perdas com a crise da pandemia

LinkedIn

O maior banco da América Latina reportou lucro líquido recorrente de R$ 18,53 bilhões no ano de 2020. Esse valor corresponde à queda de 34,6% em relação ao ano anterior. Pesou no balanço, divulgado após o fechamento do mercado nesta segunda-feira, bilhões em provisões para fazer frente à perdas com a crise da pandemia.

Os resultados do Itaú Unibanco (BOV:ITUB3) (BOV:ITUB4) referente o quarto trimestre de 2020 foram divulgados nesta segunda-feira (01). Confira o relatório de análise gerencial da operação!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A margem de juros caiu 9,5% ano a ano, principalmente devido a uma mudança na carteira de crédito para linhas de menor risco. O custo do crédito do banco subiu 3,8% no comparativo anual, para R$ 6 bilhões, mas o banco disse que foi devido a uma provisão para uma empresa.

“Além das questões conjunturais provocadas pela pandemia de covid-19 que ainda impactam o desempenho do banco, seguimos em um contexto competitivo particularmente dinâmico. Não faltarão desafios em 2021. Nesse contexto, vamos aprofundar o processo de digitalização das operações, sempre com o objetivo de melhorar a experiência dos nossos clientes, aumentar a eficiência e acelerar a nossa agenda de crescimento”, disse, em comunicado à imprensa, Milton Maluhy Filho, que assume hoje a presidência do Itaú.

4T20

O banco teve lucro líquido recorrente de R$ 5,388 bilhões entre outubro e dezembro, marcando o resultado trimestral mais forte do ano passado. A retomada da atividade econômica se fez notar no Itaú Unibanco nos últimos meses de 2020, quando o custo do crédito recuou e a margem financeira e a receita com serviços aumentaram.

A carteira de crédito total do Itaú alcançou R$ 869,5 bilhões ao fim de dezembro, alta de 2,7% em relação ao trimestre anterior e de 20,3% em comparação a igual período de 2019. Para pessoa física, foram R$ 255,6 bilhões, aumento de 7,5% em relação aos três meses anteriores e de 6,6% em comparação a igual trimestre de 2019.

Apesar da pandemia, o custo de crédito do banco teve uma redução de 4,3% no quarto trimestre na comparação com o terceiro, atingindo R$ 6,03 bilhões. Em um ano, porém, quando a covid-19 ainda não impactada o País, foi visto incremento de 3,8%.

A inadimplência oscilou levemente no último trimestre, subindo de 2,2% em setembro para 2,3% em dezembro. Ainda assim, permaneceu abaixo do patamar de 3% que se via no fim de 2019.

O Itaú encerrou 2020 com um saldo remanescente de R$ 50,8 bilhões em operações de crédito prorrogadas durante a crise. Desse total, 82,6% estavam em dia e outros 3,9% ainda tinham carência. No entanto, 8,3% apresentavam atrasos de 15 a 90 dias e 5,2%, acima disso.

O Itaú também apresentou alguma melhora na receita de prestação de serviços, que somou R$ 9,855 bilhões no quarto trimestre. Houve aumento de 4,1% em três meses, mas em relação ao período de outubro a dezembro de 2019 a queda foi de 4,8%. O resultado de seguros, entretanto, recuou 14,5% e 18,4%, respectivamente, para R$ 1,392 bilhão.

As despesas não decorrentes de juros avançaram para R$ 13,322 bilhões no quarto trimestre, o que significa um salto de 5,1% em relação aos três meses imediatamente anteriores e de 2,4% frente ao último trimestre de 2019. O banco fechou 95 agências e postos de atendimento entre outubro e dezembro.

ROE e Patrimônio líquido

A rentabilidade sobre o patrimônio líquido (ROE, na sigla em inglês) do Itaú experimentou o segundo trimestre seguido de alta, ainda como reflexo da diminuição das provisões. Passou de 15,7% no terceiro para 16,1% no quarto trimestre. Ainda está abaixo, contudo, dos níveis anteriores à pandemia. No quarto trimestre de 2019, estava em 23,7%. No ano de 2020, foi a 14,5%, bem abaixo do patamar do ano anterior, também de 23,7%.

Já o patrimônio líquido do Itaú era de R$ 136,5 bilhões ao fim de dezembro, 3,5% maior em um ano. No trimestre, ficou praticamente estável, com ligeira alta de 0,1%. No quarto trimestre, o maior banco da América Latina alcançou a marca de R$ 2,112 trilhões em ativos totais, alta de 21,5% em um ano. No comparativo trimestral, também ficou praticamente estável, com avanço de apenas 0,1%.

Pagamento de Juros sobre capital no total de R$ 1,361 milhões

O Conselho de Administração do Itaú Unibanco deliberou distribuir aos seus acionistas a título de payout R$ 0,1394 líquidos por cada ação detida, totalizando R$ 1,3 bilhão, líquido de impostos, caso aplicável.

Guidance para 2021

O guidance, que também era muito esperado pelo mercado, foi divulgado na manhã desta terça-feira (02), com alguns pontos que não agradaram.

Na manhã desta terça, o Itaú divulgou as suas projeções, estimando que seu custo de crédito consolidado recue cerca de 30% em 2021 ante 2020. Em 2020, esse custo totalizou R$ 30,2 bilhões.

O principal destaque negativo, que deve reduzir as expectativas para o banco, segundo o BBI, foi a expectativa para o custo do crédito para 2021, que deve ficar entre R$ 21,3 bilhões e R$ 24,3 bilhões. “Embora reconheçamos que o mercado tende a pagar mais pelo crescimento da receita do que por um redução do custo do risco, notamos que o guidance deixa pouco espaço para o mercado se tornar muito mais construtivo: (i) margem financeira (NII) está se recuperando e as expectativas já estão apontando nessa direção; e (ii) as taxas podem crescer mais rapidamente, mas existem riscos importantes no longo prazo. Assim, consideramos o guidance como razoável e alcançável, mas não como um catalisador positivo para as ações”, avaliam os analistas do banco.

Teleconferência 4T20

Em teleconferência com jornalistas, o novo presidente-executivo do maior banco brasileiro, Milton Maluhy, destacou que o banco não deve fechar agência bancárias em 2021. O executivo também afirmou que a taxa de inadimplência de 90 dias deve aumentar em 2021, atingindo o pico nos últimos três meses do ano, mas ainda abaixo de níveis recordes passados.

O Itaú também comunicou na segunda que está esperando a aprovação do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) para cindir sua fatia de 41% na XP Inc. em uma nova empresa, após a operação ser aprovada em assembleia geral extraordinária no domingo. A XPart não foi constituída ainda no domingo, pois condiciona-se à obtenção de manifestação favorável do Fed.

VISÃO DO MERCADO

Bradesco BBI

Segundo o Bradesco BBI, os resultados estão melhorando, mas certas tendências podem ser consideradas “confusas”. Carteira de empréstimos e NII com clientes foram destaques positivos. Custo do risco, tarifas podem ser vistos como negativos. De acordo com o banco, o desempenho do NII deve ser bem recebido pelo mercado, mas o valuation deve deixar espaço limitado para um forte desempenho; com isso, a recomendação segue neutra para o papel.

Credit Suisse

O Credit Suisse afirma que vê os resultados como neutros para as ações do Itaú, por estarem 1% abaixo do consenso, e 3% abaixo de sua estimativa. Mas o foco deverá permanecer sobre a guidance de 2021.

O banco suíço diz acreditar que os resultados apresentados devem dar um bom tom para 2021, com bons resultados nas margens com clientes, impulsionados por forte crescimento no crédito a varejo e nas operações na América Latina, e bons resultados nas margens com o mercado, apesar do custo de risco maior e um resultado abaixo do esperado com seguros.

Esse ambiente, aliado à expectativa de queda do custo de risco e custos estáveis, devem levar a significativos lucros para 2021, afirma o Credit, que mantém recomendação outperform para o Itaú, com preço-alvo de R$ 39 para os papéis ITUB4, frente a R$ 29,08 negociados na segunda.

Eleven Financial 

O resultado do banco veio em linha com as estimativas da Eleven. A projeção da empresa é de recuperação para o lucro do Itaú com aumento de 40% na comparação com 2020.

A Eleven Financial recomenda compra, com preço-alvo de R$ 38,00.

XP Investimentos

Segundo a XP Investimentos, o Itaú apresentou resultados em linha com as expectativas do mercado. A XP diz avaliar que o resultado foi impulsionado por uma carteira de crédito maior do que o esperado, e margens mais altas, com alta de 5 pontos-base no spread no trimestre. Mas a deterioração da linha de seguros e custos acima do esperado tiveram impacto negativo, afirma.

A XP Investimentos destacou esperar que as ações do banco tenham um desempenho em linha com o índice IFNC e reiterou a recomendação neutra e preço-alvo de R$ 29, pois avalia que a ação esteja sendo negociada a um preço justo “se considerarmos o setor bancário, que está com menores barreiras de entrada e vários novos competidores”.

Pensando em investir no Itaú Unibanco?

→ O maior banco privado do Brasil possui R$ 285 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Não deixe de assistir o Trends ADVFN: Os desafios do Pix e a CIEL3, ITUB4, SANB11, TOTS3

Governança Corporativa

O Itaú Unibanco faz parte do nível 1 de Governança Corporativa. Os três pilares principais de governança corporativa estão apresentados abaixo:

Itau_Governanca

 

Estrutura Societária

 

Estrutura Itau

 

 

Estrutura Acionária

O Capital social é representado por ações ordinárias (ITUB3) e preferenciais (ITUB4), ambas negociadas na Bolsa de Valores (B3). As ações preferenciais também são negociadas na Bolsa de Nova Iorque (NYSE) na forma de recibos (ADR).

Itau_Acionaria

 

 

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Itaú Unibanco oscilaram entre a mínima de R$ 20,00 e a máxima de R$ 35,48. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em alta de 2,61%, negociada a R$ 29,08.

Confira o histórico da ITUB4

Período Abertura Máximo Mínimo  Preço Médio  Vol Médio Var %
1 Semana 28,99 29,85 27,86 28,67 47.733.880 0,13 0,44843%
1 Mês 30,73 33,44 27,86 30,56 38.346.632 -1,61 -5,24%
3 Meses 27,65 33,44 27,59 30,17 36.106.493 1,47 5,32%
6 Meses 27,10 33,44 22,18 26,73 37.757.763 2,02 7,45%
1 Ano 33,00 35,48 20,00 26,34 39.856.354 -3,88 -11,76%
3 Anos 34,43 39,79 20,00 29,92 25.326.020 -5,31 -15,41%
5 Anos 16,30 39,79 15,49 28,49 20.076.747 12,82 78,65%

 

 

Deixe um comentário