Qualcomm apresenta receita de US$ 8,23 bilhões no 1T21; ações despencam mais de 9%

LinkedIn

A Qualcomm (NASDAQ:QCOM) informou os lucros do primeiro trimestre após o fechamento do pregão da quarta-feira (03). Os lucros ajustados superaram as expectativas, mas as vendas da Qualcomm foram ligeiramente menores do que as esperadas por Wall Street, fazendo com que as ações caíssem mais de 9% nas negociações estendidas.

Resultados da Qualcomm, em comparação com as estimativas de consenso do Refinitiv:

  • Lucro: US$ 2,17 por ação, ajustado, contra US$ 2,10 estimados
  • Receita: US$ 8,23 bilhões, ajustada, contra US$ 8,27 bilhões estimados

As vendas aumentaram 63% ano a ano, enquanto os lucros cresceram 119%.

Tanto a receita quanto os ganhos mostraram forte crescimento ano após ano, já que os negócios da Qualcomm foram impulsionados pela adoção de smartphones 5G, exigindo seus chips e propriedade intelectual, bem como um boom de eletrônicos durante a pandemia.

A Qualcomm disse que está planejando entre US$ 7,2 bilhões e US$ 8 bilhões em vendas no trimestre atual, uma previsão mais forte do que os analistas que monitoram as ações esperavam.

No final do ano passado, a Qualcomm disse que planejava mudar a forma como reporta seus segmentos de negócios para dividir as vendas de chips de celulares, radiofrequência, automotivo e internet das coisas. Essas unidades de negócios foram anteriormente relatadas juntas no segmento “QCT” da Qualcomm.

As vendas de chips cresceram fortemente, revelou a Qualcomm na quarta-feira, impulsionado por um crescimento de 79% ano a ano em chips de aparelhos para US$ 4,22 bilhões no trimestre encerrado em dezembro. Seus chips front-end de RF, que a Qualcomm considera estrategicamente importantes e são usados ​​para 5G em conjunto com os modems da Qualcomm, aumentaram 157% ano a ano.

Os negócios da Qualcomm estão intimamente ligados aos novos aparelhos que usam chips 5G. A Qualcomm espera um alto crescimento de um dígito em telefones vendidos no ano fiscal de 2021, com entre 450 milhões e 550 milhões de dispositivos 5G chegando às prateleiras durante o período. A Qualcomm começou a fornecer modems 5G para iPhones da Apple no outono passado.

No total, a divisão de chips da Qualcomm, QCT, relatou vendas no trimestre que aumentaram 81% ano a ano.

Na divisão de licenciamento QTL da Qualcomm, que impulsiona grande parte do lucro da empresa de San Diego, as vendas aumentaram 18% ano a ano, para US$ 1,66 bilhão. No entanto, as previsões da Qualcomm de vendas para sua divisão de licenciamento entre US$ 1,25 bilhão e US$ 1,45 bilhão, abaixo das expectativas dos analistas de US$ 1,43 bilhão.

Em janeiro, a Qualcomm disse que planejava comprar a Nuvia, uma startup de chips fundada por veteranos da Apple, por US$ 1,4 bilhão para reforçar a tecnologia que usa em seus smartphones, notebooks e chips de automóveis. A Qualcomm disse que espera gastar US$ 190 milhões em P&D e despesas gerais, administrativas e de vendas relacionadas à compra neste ano, dos quais US$ 90 milhões são remuneração baseada em ações.

O relatório de quarta-feira é o primeiro da fabricante de chips desde que anunciou no mês passado que o CEO Steve Mollenkopf se aposentará no final deste ano e será substituído pelo atual presidente da empresa, Cristiano Amon. A aposentadoria de Mollenkopf ocorre após sete anos desafiadores, que incluíram questões legais com a Apple, a Federal Trade Commission e uma tentativa hostil de aquisição da Broadcom.

A Qualcomm também é negociada na B3 através da BDR (BOV:QCOM34).

CapturadeTela2021-02-03às19.52.11Gráfico candle 3 meses (diário) da QCOM – br.advfn.com

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters

Deixe um comentário