Mosaico e BTG Pactual se unem para lançar plataforma de cashback

LinkedIn

Mosaico e BTG Pactual se uniram para lançar uma plataforma de cashback para os mais de 30 milhões de usuários mensais que acessam os sites de comparação de preços da companhia. A empresa é dona de sites como Zoom, Buscapé e Bondfaro.

Em agosto de 2019, quando comprou o Buscapé, a Mosaico concluiu a transação por meio de um venture debt com o BTG Pactual. Em fevereiro, quando a Mosaico captou R$ 1,08 bilhão com seu IPO, o BTG coordenou a oferta.

Agora, mais uma vez, as empresas se unem para uma parceria.

Segundo Thiago Flores, CEO do Mosaico, afirmou em entrevista ao NeoFeed, o cashback será da Mosaico. Mas para implementar e fazer a movimentação, é necessário uma instituição financeira. Aí entra a parceria com o BTG.

Assim, o BTG vai atuar em três frentes. A primeira é na carteira digital, com sua tecnologia. Assim, a Mosaico também vai oferecer serviços financeiros aos clientes, aproveitando o portfólio do BTG.

Segundo Flores, a plataforma de cashback deve ser lançada em breve.

Hoje, a Mosaico tem acordos com mais de 500 empresas do varejo, como Magazine Luiza, Via Varejo, B2W, Amazon e Carrefour.

Nos últimos 12 meses (a partir de setembro de 2019), os sites da Mosaico movimentaram um GMV de R$ 3,8 bilhões.

A proposta é que o sistema de cashback retorne dinheiro aos consumidores que finalizarem uma compra a partir dos três sites da Mosaico. “Estamos conversando com todos os parceiros para ver como vai ser a integração, mas a receptividade foi muito boa nas lojas”, afirma Flores.

O cliente poderá usar os recursos para fazer mais compras através de Buscapé, Zoom ou Bondfaro ou transferir os reais acumulados para sua conta corrente.

Cashback como estratégia

O cashback tem ganhado cada vez mais espaço entre clientes e na estratégia de varejistas brasileiras, como Méliuz, Magazine Luiza, B2W, Lojas Americanas, entre outros.

Um dos objetivos das empresas ao usar cashback é aumentar a frequência média de compras de um cliente no comércio eletrônico. Mas essa não é a única iniciativa da Mosaico para aumentar a recorrência de consumidores nos seus três sites.

A empresa também quer ampliar a categoria de produtos usados. Assim, ela está fechando parcerias com operações especializadas em vendas cross-border, com os sites AliExpress e Nocnoc, e com lojas físicas.

Por fim, a Mosaico também deve focar em fusões e aquisições. A companhia tem aproximadamente R$ 500 milhões em caixa, que serão investidos no desenvolvimento de produtos e em M&A.

(Informações Eu Quero Investir)

Deixe um comentário