O patrimônio líquido de Warren Buffett ultrapassa US$ 100 bilhões pela primeira vez, com as ações da Berkshire batendo recorde

LinkedIn

O patrimônio líquido de Warren Buffett ultrapassou US$ 100 bilhões pela primeira vez, com as ações da Berkshire Hathaway subindo para níveis recordes.

As ações Classe A da Berkshire (NYSE:BRK.A) fecharam em alta recorde de US$ 399.650 na quarta-feira, elevando o avanço de 2021 para mais de 14%. Isso colocava a enorme participação do “Oráculo de Omaha” no conglomerado em um valor de mercado acima de US$ 99,5 bilhões. Levando em consideração as outras participações de Buffett, a Forbes estimou que a fortuna do lendário investidor atingiu cerca de US$ 100,5 bilhões na quinta-feira (11), tornando-o a sexta pessoa mais rica do mundo.

Buffett, de 90 anos, possui atualmente 249.000 ações da Berkshire Classe A, o que lhe dá uma participação de 38% do conglomerado, de acordo com a FactSet. Na alta intradiária das ações de US$ 407.750 na quarta-feira, a participação de Buffett valia US$ 101,5 bilhões.

Sua fortuna foi estimada em US$ 73,5 bilhões em setembro de 2020, de acordo com a Forbes.

Buffett contribuiu com ações “B” da Berkshire para a Fundação Gates e outras fundações familiares desde 2006, que tinham um valor total de mais de US$ 37 bilhões, disse a Berkshire em um comunicado em julho.

Analistas e investidores de Wall Street ficaram otimistas com a Berkshire depois que o conglomerado teve um 2020 melhor do que o temido, mesmo quando alguns de seus negócios, como ferrovias e varejo, sofreram os danos da pandemia. As receitas totalizaram US$ 245,5 bilhões em 2020, um declínio de apenas 3,5% ano a ano.

Muitos disseram que a Berkshire está bem posicionada para se beneficiar da histórica reabertura econômica, já que sua gama de grandes negócios está prestes a experimentar um crescimento acima da média, incluindo seguros, transporte, serviços públicos, varejo e manufatura.

As ações da Berkshire atingiram um recorde depois que o conglomerado recomprou um nível recorde de suas próprias ações em 2020, totalizando US$ 24,7 bilhões.

Seus fortes ganhos em sua carteira de ações também ajudaram o conglomerado a compensar parte do impacto da pandemia. A Berkshire ainda está sentada em um enorme baú de guerra de dinheiro, com mais de US$ 138 bilhões no final de 2020.

Deixe um comentário