Petrobras diz que gerente de RH foi demitido por negociar ação em período de silêncio

LinkedIn

Petrobras esclarece que o Gerente Executivo de Recursos Humanos foi desligado da companhia na data de hoje, por ter atuado, em episódio pontual, em desacordo com o disposto na Política de Divulgação de Ato ou Fato Relevante e de Negociação de Valores Mobiliários, que veda a negociação de valores mobiliários de emissão da Petrobras por Pessoas Vinculadas nos 15 dias que antecedem a divulgação das demonstrações financeiras da companhia.

O fato relevante foi feito pela petroleira (BOV:PETR3) (BOV:PETR4), nesta segunda-feira (29). Confira o comunicado na íntegra.

O Executivo também deixa o cargo de Conselheiro de Administração da Petrobras Transporte, subsidiária integral da companhia. Pedro Brancante, chefe do gabinete da Presidência, ocupará a função interinamente, até a indicação de novo executivo para o cargo.

VISÃO DO MERCADO

Credit Suisse

A venda feita pela Petrobras é encarada como um passo positivo no processo de desinvestimento da empresa para o Credit Suisse. O banco mantém avaliação de underperform (expectativa de valorização abaixo da média do mercado), e preço-alvo de US$ 8, frente a US$ 8,01 de fechamento na quarta pelas ADRs da empresa na Bolsa de Nova York.

Deixe um comentário