Santos Brasil fecha novo contrato com Maersk válido até março de 2023

LinkedIn

Santos Brasil concluiu as negociações e celebrou novo acordo comercial para a prestação de serviços de operação portuária de contêineres, no Tecon Santos, com a A.P. Møller – Maersk A/S, válido para todas as suas subsidiárias e afiliadas, que operam sob marcas diversas (e.g. Hamburg Süd, Maersk Line, Aliança, Safmarine, Sealand, etc.).

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:STBP3), nesta terça-feira (06). Confira o comunicado na íntegra.

Os termos e condições comerciais e operacionais ora pactuadas substituem o instrumento contratual expirado no dia 31 de março de 2021 e, dentre outros ajustes, estabelecem novos preços de serviços e novo prazo de vigência, com duração entre 01 de abril de 2021 e 31 de março de 2023.

A Companhia confia que a continuidade da parceria com a MAERSK, em bases mutuamente benéficas, zela pelo melhor interesse de seus acionistas e demais stakeholders, bem como espelha a excelência na prestação de serviços portuários e logísticos pela Santos Brasil.

VISÃO DO MERCADO

Ágora Investimentos 

De acordo com a análise, apesar da Santos Brasil não ter divulgado os termos oficiais do contrato, a empresa divulgou seu guidance de 2021, que consiste em: volumes de container de 1,2-1,3 milhões (de + 11% a + 20% no comparativo anual); Ebitda de R$ 400-R$ 450 milhões (+ 89% a + 112% no comparativo anual); e capex (investimentos) de R$ 250-R$ 300 milhões (+ 12% a + 34% no comparativo anual).

“O novo contrato com a Maersk termina em março de 2023 e esperamos que a utilização da capacidade do porto de Santos ultrapasse 90% nos próximos anos. Com exceção da Santos Brasil, a BTP e DPW não podem implementar novas expansões de capacidade para operações de movimentação de contêineres e a concessão do Ecoporto expira em junho de 2023”, afirmou a Ágora.

Em suma, o ponto de vista dos analistas para as ações da empresa é positiva e dessa forma a Santos Brasil poderia ter a oportunidade de impor um novo aumento no preço dos contêineres de material de 15% -20% em março de 2023.

Ágora mantém recomendação de compra e eleva preço-alvo para R$ 12,00…

A Santos Brasil pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 11 de maio.

Prejuízo líquido de R$ 13,8 milhões em 2020, revertendo lucro de 2019

Santos Brasil registrou prejuízo de R$ 13,8 milhões, revertendo lucro de R$ 11 milhões contabilizados em 2019.

“A atividade portuária no Brasil e no mundo se manteve ativa em 2020, porém sofreu com choques de oferta e de demanda, principalmente nos 2º e 3º trimestres, que reduziram sobremaneira o volume de bens e mercadorias transportados por via marítima”, justificou a empresa.

Entre janeiro e dezembro, houve queda de 4,4%, para R$ 929,6 milhões na receita líquida.

Em 2020, houve recuo de 7,7% no número de contêineres, para 1.078.992.

“Em 2020, o pico sazonal se concentrou no 4º Trimestre, reflexo da pandemia da Covid-19, impactando positivamente o volume consolidado de contêineres movimentados, inclusive de importações”, afirmou a empresa.

Deixe um comentário