Smartfit celebra memorando com Sports World para potencial combinação de negócios no México

LinkedIn

A Smartfit celebrou um memorando de entendimentos não vinculante com o Grupo Sports World, empresa que opera academias no México, para uma potencial combinação de negócios entre Sports World e a Latamgym, que é uma subsidiária integral da Smart Fit no México.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:SMFT3) nesta terça-feira (13). Confira o documento na íntegra.

Em consequência desta possível operação, se uniriam duas relevantes redes de academias no México, resultando em mais de 230 unidades em operação em vários estados do país. As companhias tem expectativa de gerar sinergias significativas, com potencial aumento de rentabilidade, além de uma oferta mais ampla de serviços para seus clientes.

A potencial combinação de negócios entre Smart Fit México e Sports World está sujeita à assinatura de um acordo vinculante entre as partes e a outras condições e autorizações usuais para esse tipo de operação, tanto corporativas quanto governamentais.

Grupo Sports World

Grupo Sports World, é a empresa líder operadora de academias para famílias no México. A companhia oferece vários conceitos especificamente desenhados para que todos membros da família possam praticar atividades esportivas dentro de um mesmo espaço.

Sports World conta com uma ampla gama de atividades e programas esportivos focados nas necessidades e demandas específicas de seus clientes, bem como serviços de treinamento, saúde e nutrição conforme as últimas tendências internacionais da indústria de fitness. Sports World é listada na Bolsa Mexicana de Valores com o ticker “SPORT S” e na Bolsa Institucional de Valores no México com o mesmo ticker.

Smart Fit tem prejuízo de R$ 88,7 milhões no 4º trimestre

A Smart Fit obteve um prejuízo de R$ 88,7 milhões no 4º trimestre de 2020, de acordo com o balanço financeiro enviado ao mercado nesta quinta-feira (25).

No ano, a situação foi semelhante, acumulando um valor negativo de R$ 478,4 milhões.

A receita líquida da companhia caiu 33,3% no trimestre, atingindo R$ 385,8 milhões. No acumulado do ano, o valor também caiu 36,7%, com o total de R$ 1,2 bilhão.

O Ebitda, valor de geração de caixa da empresa, encerrou o período em R$ 7,8 milhões. A margem Ebitda foi de 2%.

“A redução de receita por região em 2020 foi proporcional às reaberturas nas regiões. O Brasil iniciou a reabertura de forma relevante em julho, com abertura média no ano de 65% das academias. No México, a abertura foi feita em momento similar ao do Brasil, ao longo do 3º tri. Na região Outros América Latina, a abertura média no período foi de 41%, com a abertura das academias na Colômbia em setembro, e as academias no Chile e Peru fechadas por quase todo período da pandemia”, informou a empresa.

Deixe um comentário