As CBDCs podem funcionar na rede Ethereum, afirma arquiteto do Yuan Digital

LinkedIn

Durante as reuniões da primavera do 2021 International Finance Forum (IFF), Yao Qian, chefe do departamento de supervisão de tecnologia da Comissão Reguladora de Valores da China (CSRC), disse que uma moeda digital do banco central (CBDC) poderia funcionar diretamente na rede Ethereum.

Ele destaca que o Diem, o sistema de pagamentos e suposta criptomoeda do Facebook, que ainda não foi lançado, poderia servir como base para as emissões dos CBDCs, ao falar sobre a arquitetura do Yuan Digital.

“Podemos imaginar que, se a moeda digital do banco central funcionar diretamente em redes de blockchain, como Ethereum e Diem, o banco central poderá usar seus serviços para fornecer diretamente a moeda digital do banco central aos usuários sem o uso de intermediários.   “

No geral, Yao destacou sete aspectos que devem ser considerados ao pesquisar e desenvolver um CBDC: sua rota técnica, atributos de valor, arquitetura operacional, acumulação de juros, distribuição, implementação de contratos inteligentes e questões regulatórias.

O oficial observa que uma moeda digital não pode ser “uma simples simulação” de dinheiro físico, defendendo a criação de dinheiro inteligente, ideia por trás dos smart contracts presentes nas principais criptomoedas.

No entanto, ele também chamou a atenção para as vulnerabilidades dos contratos inteligentes, alegando que a tecnologia tem que amadurecer.

Quando se trata de regulamentações, Yao pede o equilíbrio perfeito entre a proteção da privacidade dos usuários e a garantia da conformidade com as diretrizes básicas de combate à lavagem de dinheiro (AML) e políticas de conheça seu cliente (KYC).

Carinhosamente chamado de “Crypto Dad” da China, Yao é conhecido como uma das pessoas mais influentes na indústria de blockchain.

Ele estava à frente da subsidiária de pesquisa de moeda digital do Banco Popular da China (PBOC) antes de ser substituído por Mu Changchun em setembro de 2019.

No entanto, em seu discurso ele advertiu que apenas expressou suas opiniões pessoais, que não representam as opiniões do Partido Chines.

Os bancos centrais ao redor do mundo estão trabalhando arduamente no desenvolvimento de criptomoedas estatais centralizadas. No Brasil, a implementação de tal sistema já está nas diretrizes do Banco Central.

Por João Victor

Deixe um comentário