Ecorodovias (ECOR3): lucro líquido de R$ 88 milhões no 1T21, queda de 11,9%

LinkedIn

A Ecorodovias reportou lucro líquido de R$ 88 milhões no primeiro trimestre de 2021, queda de 11,9% ante o mesmo intervalo do ano anterior. Segundo a companhia, o lucro teve impacto de fatores como o aumento da depreciação (+ R$ 28,5 milhões) em função da atualização da curva de tráfego para amortização dos ativos intangíveis, finalização dos contratos de concessão da Ecovia Caminho do Mar e Ecocataratas em novembro de 2021 e início da cobrança de pedágio pela Ecovias do Cerrado.

A receita líquida pró-forma, que exclui receita de construção, atingiu R$ 836,3 milhões no trimestre, 8,9% maior na base anual de comparação.

O ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – pró-forma, que exclui receita e custo de construção e provisão para manutenção, foi de R$ 575,4 milhões no período, alta de 8,5% frente ao mesmo trimestre do ano anterior.

O tráfego consolidado de veículos equivalentes nas rodovias administradas pela Ecorodovias subiu 10,2% no trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, para 99,201 milhões de veículos pagantes.

Excluindo a Ecovias do Cerrado, que teve início de cobrança de pedágio no período, o volume do tráfego cresceu menos, 2,4% na mesma comparação, para 92,195 milhões de veículos.

Veículo equivalente pagante é uma unidade básica de referência em estatísticas de cobrança de pedágio no mercado brasileiro. Veículos leves, como automóveis, correspondem a uma unidade equivalente, enquanto veículos pesados, como caminhões e ônibus, são convertidos em veículos equivalentes baseado no número de eixos.

Ao final do trimestre, a dívida líquida da Ecorodovias era de R$ 6,907 bilhões, alta de 1,3% na comparação anual.

A Ecorodovias terminou o trimestre com uma alavancagem de 3,3 vezes, ante 3,4 vezes no final do ano passado.

Os resultados da Ecorodovias (BOV:ECOR3) referente suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 13/05/2021. Confira o Press Release completo!

Deixe um comentário