Hidrovias do Brasil e VLI anunciam parceria para estudar leilão da Ferrogrão

LinkedIn

A Hidrovias do Brasil comunica a parceria com a VLI, celebrando por meio de Memorando de Entendimentos não-vinculante, com o objetivo de realizar uma avaliação técnica conjunta do projeto Ferrogrão, que visa impulsionar o escoamento de grãos pelo Arco Norte, contemplando uma linha de 993 quilômetros entre Sinop (MT) e Miritituba (PA).

O comunicado foi feito pela empresa  (BOV:HBSA3), nesta quinta-feira (27). Confira o documento na íntegra.

Essa parceria permite que a VLI e Hidrovias unam suas respectivas expertises para o estudo de uma solução logística multimodal para a Ferrogrão, bem como busca de parceiro investidor para atuação conjunta no prosseguimento do projeto. A Companhia manterá o mercado informado a respeito desse projeto e comunicará mais informações oportunamente.

VISÃO DO MERCADO

BTG Pactual 

Para o BTG Pactual o Ferrogrão impulsionará o escoamento de grãos do Brasil, ligando por ferrovia de quase 1 mil quilômetros a região agrícola do Centro-Oeste com os portos do Norte, mais próximos do Hemisfério Norte.

De acordo com o relatório, o Projeto Ferrogrão deverá custar um investimento em bens de capitais (Capex, na sigla em inglês) de R$ 21,5 bilhões, sendo R$ 8,4 bilhões para implementação da malha férrea e R$ 13,1 bilhões em investimentos recorrentes.

“Mesmo com o projeto em fase embrionária, a Hidrovias do Brasil pode reagir positivamente ao anúncio conforme o valuation atual não sofre consideráveis mudanças na competitividade do Arco Norte, enquanto ganha com a potencial eficiência do Ferrogrão”, comentam os analistas Lucas Marquiori, Fernanda Recchia e Aline Gil.

BTG Pactual tem recomendação de compra com preço-alvo de R$ 11,00…

Hidrovias do Brasil (HBSA3): prejuízo líquido de R$ 183 milhões no 1T21, alta de 44,4%

Hidrovias do Brasil registrou prejuízo líquido de R$ 183 milhões no primeiro trimestre de 2021, uma alta de 44,4% em relação ao prejuízo líquido de RS 126,7 milhões que registrou no mesmo período de 2020.

receita líquida da empresa no primeiro trimestre de 2021 alcançou R$ 199,6 milhões, em queda de 6,5% sobre o resultado de um ano antes.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – alcançou R$ 59,7 milhões, ante R$ 4,8 milhões registrado no primeiro trimestre de 2020.

Deixe um comentário