A Invesco, com US$1,5 trilhão sob gestão, entra com pedido de ETF de criptomoedas

LinkedIn

A Invesco, uma empresa de gestão de investimentos dos EUA com mais de US$ 1,5 trilhão em ativos sob gestão, juntou-se à lista crescente de empresas que buscam lançar fundos negociados em bolsa (ETFs) de criptomoedas.

Em um arquivamento da SEC na quarta-feira (9), a Invesco revelou que estava planejando lançar dois ETFs de criptomoedas. Eles incluem o ETF Invesco Galaxy Crypto Economy e o ETF Invesco Galaxy Blockchain Economy.

De acordo com um trecho do documento:

“O Fundo irá alocar os seus ativos na mesma proporção que o Índice Subjacente (ou seja, em circunstâncias normais, o Fundo irá investir aproximadamente 85% dos seus ativos em títulos da Componente de Ações, 10% em Componentes de Futuros e 5% em ETP e componentes de confiança). ”

O pedido de ETF da Invesco não busca investir diretamente em criptomoedas.

“O Fundo não investirá diretamente em criptomoedas ou cripto-ativos e não investirá em ofertas iniciais de moedas. O Fundo pode, no entanto, ter exposição indireta a criptomoedas em virtude dos seus investimentos em empresas que usam um ou mais ativos digitais como parte das suas atividades comerciais ou que detêm criptomoedas como investimentos proprietários. ”

A SEC dos EUA, até o momento, não aprovou nenhum ETF de Bitcoin, tendo rejeitado várias propostas no passado, citando manipulação de mercado e volatilidade.

O regulador americano adiou sua decisão sobre o ETF de Bitcoin da VanEck até junho.

Outros ETFs de Bitcoin ainda estão aguardando a decisão da SEC, o plano da Invesco de não investir diretamente em criptomoedas pode fazer com que o regulador conceda sua aprovação em um prazo mais curto.

A aprovação do instrumento financeiro está sendo esperado como um grande catalizador do mercado que poderia levar a criptomoeda para novos patamares, trazendo maior clareza regulatória para investidores institucionais.

Até o momento, apenas Canadá, Bermuda e Brasil  aprovaram o instrumento financeiro.

Deixe um comentário