Movida aprova distribuição de R$ 23,9 milhões em JCP, o equivalente a R$ 0,0801 por ação

LinkedIn

O Conselho de Administração da Movida aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio aos acionistas.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:MOVI3), nesta quarta-feira (23). Confira o documento na íntegra.

Valor bruto total é de R$ 23.900.000,00 correspondente a R$0,080166113 por ação.

Tem direito que tiver ações de emissão da companhia, conforme posição acionária de 25 de junho de 2021.

A data do pagamento dos juros sobre o capital próprio será 11 de outubro de 2021.

As ações da companhia serão negociadas ex-direito ao juros sobre capital próprio a partir de 29 de junho de 2021, inclusive.

Movida (MOVI3): lucro de R$ 109,5 milhões no primeiro trimestre, alta de 99%

A locadora de carros Movida registrou um lucro líquido de R$ 109,5 milhões no primeiro trimestre de 2021, crescimento de 99% na comparação com o registrado em igual período de 2020. Segundo a empresa, o resultado veio com o crescimento na receita total de aluguel de carros individuais e para gestão de frotas, que atingiu o recorde de R$ 530,3 milhões no trimestre, crescimento de 17,3%.

receita líquida da empresa fechou o trimestre em R$ 804,9 milhões, queda de 20,4% na comparação anual ante a menor receita de venda de veículos — que caiu 51% no período — na esteira da menor oferta de carros novos no mercado para reposição. O setor tem enfrentado dificuldades para conseguir comprar carros uma vez que as montadoras estão com a cadeia de produção prejudicada pela covid-19.

Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado fechou em R$ 304,5 milhões, crescimento de 35,3% na comparação com o registrado um ano atrás. A margem Ebitda ajustada foi de 57,4%, crescimento de 7,6 pontos percentuais em igual comparação. O lucro antes dos juros e tributos (Ebit) foi de R$ 242,3 milhões, crescimento de 105,5% em igual base.

A empresa encerrou o período com crescimento de 2,9% na sua frota total na comparação com igual período de 2020, para 122.608. O crescimento veio do segmento de Gestão e Terceirização de Frota (GTF), que apresentou alta de 28,1%, para 52.395. A frota de Aluguel de Carros (RAC) apresentou queda de 10,2%, para 70.213 unidades.

Deixe um comentário