Token do Cruzeiro levanta R$ 1,4 milhão no primeiro mês de negociação

LinkedIn

O primeiro mês de negociação do Cruzeiro Token, criptoativo do clube mineiro lançado pela startup Liqi, já rendeu R$ 1,4 milhão em vendas, segundo a assessoria de imprensa da startup.

O Cruzeiro Token vendeu 79.200 tokens para quase 1.500 investidores no último mês, levantando os R$ 1,41 milhão deste início de negociação.

O token é baseado no mecanismo de solidariedade da FIFA, que destina parte dos recursos envolvidos em transações internacionais de atletas aos clubes formadores, nos mesmos moldes do token lançado pelo Vasco da Gama em 2020.

O token é vendido hoje com deságio de 25%, desconto definido após o encerramento da primeira oferta do Cruzeiro Token. O preço de referência do criptoativo é de R$ 25, com o token sendo nergociado hoje a R$ 18,75.

O fundador da Liqi, Daniel Coquieri, que também é fundador da exchange brasileira BitcoinTrade, comentou o primeiro mês do token:

“O investidor que comprou o Cruzeiro Token, desenvolvido com base na estratégia da Fifa de mecanismo de solidariedade, na primeira fase conseguiu sair na frente, pois aproveitou a vantagem do investimento estar com um desconto muito maior, além de ter se adiantado aos retornos do ativo antes dos outros”

O Cruzeiro hoje tem 380 atletas em atividade que passaram pela base do clube, e portanto sujeitos ao mecanismo de solidariedade da FIFA. O token do clube mineiro já é negociado em mercado secundário pelo marketplace de criptomoedas BitPreço e em breve será listado pelo banco digital Alter.

Rodrigo Moreira, diretor de Marketing e Inovação do Cruzeiro, comentou o primeiro mês e a receptividade do token junto aos torcedores:

“O torcedor está antenado com as novas possibilidades e com a diversificação de investimentos, e entendeu que o token está a um preço justo e que terá retorno a médio e longo prazos”

Por Lucas Caram

Deixe um comentário