Após acordo da Opep+ em linha, petróleo cai com disseminação da Delta

LinkedIn

Os contratos de petróleo atingiram sua queda máxima nesta segunda-feria, desde março, após a Opep+ concordar em aumentar a produção, desfazendo os cortes.

O acordo permite o aumento da oferta de petróleo em 400 mil barris por dia até o fim de 2022 a partir de agosto. O número já era esperado, mas a disseminação de casos de covid, pela variante Delta, mudou o rumo da conversa.

O setor ligado ao turismo desaba e a dúvida e se o cenário de demanda da commodity não teria sido super precificado.

Na Ice, o tipo Brent para setembro fechou em queda de 6,75%, a US$ 68,62 o barril. Na Nymex, o WTI para setembro recuou 7,28%, a US$ 66,35 o barril, na maior queda percentual desde abril.

(Com informações da CNBC e BDM)

Deixe um comentário