Wilson Sons: subsidiária pede registro de emissor categoria "A" à CVM e pedido de listagem de emissor e admissão de negociação de ações no segmento do Novo Mercado à B3

LinkedIn

A Wilson Sons apresentou, por meio de sua subsidiária controlada, Wilson Sons Holdings Brasil pedido de registro de emissor categoria “A” à Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

O fato relevante foi feito pela companhia  (BOV:WSON33), nesta quinta-feira (01). Confira o comunicado na íntegra.

Além disso, pediu listagem de emissor e de admissão de negociação de ações da Holdings no segmento do Novo Mercado da B3 (B3SA3).

A Wilson Sons também “decidiu descontinuar a divulgação de projeções anteriormente apresentadas, tendo em vista os atos preparatórios para a reestruturação societária do grupo”.

Tal reestruturação consistirá na “incorporação da companhia na WSS.A. e caso a reestruturação seja aprovada, a WSS.A., na qualidade de sucessora da companhia, avaliará no futuro a conveniência e oportunidade de divulgação de projeções, levando em conta o melhor interesse dos seus acionistas”.

Wilson Sons registra lucro líquido de R$ 4,6 milhões no 1T21, revertendo prejuízo

O lucro líquido de Wilson Sons (BOV:WSON33) somou R$ 4,6 milhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo um prejuízo de R$ 7,8 milhões no primeiro trimestre de 2020.

A receita líquida foi de R$ 92,5 milhões, dado 1,5% superior ao dos três primeiros meses de 2020.

O Ebitda foi de R$ 43,6 milhões, em um crescimento de 20,8% sobre o mesmo período do ano passado.

Deixe um comentário