ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

De dentro da prisão, traficante é acusado de lavar US$137 milhões em bitcoin

LinkedIn

Um ex-traficante de drogas da dark web, conhecido como Xanaxman é acusado por um tribunal federal de Maryland de lavar US$ 137 milhões em bitcoins de dentro de uma prisão federal.

Xanaxman, cujo nome verdadeiro é Ryan Farace, foi preso três anos atrás por vender Alprazolam, uma forma de Xanax, um forte remédio contra ansiedade, nos mercados da dark web.

Em novembro de 2018, o tribunal ordenou que Farace confiscasse 4.000 Bitcoins ganhos com a venda de drogas. Quantia avaliada em US$187 milhões hoje. Ele também foi condenado a entregar US$ 5,6 milhões em dinheiro e propriedades.

Mas Farace continuou a lavagem de dinheiro enquanto cumpria uma sentença de prisão de 57 meses, de acordo com a acusação que o tribunal desvendou na quarta-feira. A acusação alega que Farace, auxiliado por seu pai, Joseph Farace, lavou dinheiro de drogas entre outubro de 2019 e abril de 2021.

Em conexão com essas alegações, a Drug Enforcement Administration apreendeu 2.875 bitcoins em fevereiro e outro lote de 59 btc em maio, montante avaliado em US$ 137 milhões.

Embora a acusação se refira a receitas derivadas do tráfico de drogas, não está claro se essas eram posses de bitcoin que o governo não conhecia ou se ele adquiriu de alguma forma enquanto estava na prisão.

Dados confiáveis ​​sobre a dark web são difíceis de obter. Em uma tentativa, a empresa de análise de blockchain Chainalysis estimou que mais de US$ 800 milhões em criptomoedas foram enviados para os mercados da dark web em 2019.

O Silk Road, o primeiro dark market moderno, foi fechado pelo FBI em 2013. A agência apreendeu 173.991 bitcoins, mas ainda há 444.000 Bitcoin desaparecidos. Cerca de 70.000 btcs que se moveram misteriosamente em novembro de 2020, faziam parte desse lote, de acordo com a empresa de análise de blockchain Elliptic.

Em 2014, o investidor de risco Tim Draper adquiriu 30.000 bitcoins confiscados da Silk Road por um preço não revelado.

Por João Victor

Imagem: LightFieldStudios / Getty Images

Deixe um comentário