Ouro fecha em queda, com ajustes antes de Simpósio de Jackson Hole

LinkedIn

O contrato mais líquido do ouro fechou em baixa nesta quarta-feira, 25, perdendo a marca de US$ 1.800 por onça-troy. Às vésperas do Simpósio de Jackson Hole, investidores ajustam posições antes da fala do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, que poderá trazer novas informações sobre a retirada de estímulos à economia dos Estados Unidos.

O ouro com entrega prevista para dezembro recuou 0,97%, a US$ 1.791,00 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O Commerzbank espera que o ouro siga uma tendência marginal enquanto se prepara para o discurso de Powell. “Poucos participantes do mercado parecem dispostos a assumir qualquer compromisso firme antes da fala de Powell na sexta-feira”, diz o analista Daniel Briesemann.

O banco alemão observa também que o dólar americano tem influenciado significativamente o preço do ouro nas últimas semanas.

Quando o dólar sobe ante rivais, a commodity fica mais cara para detentores de outras moedas, o que tende a diminuir sua demanda. Nesta sessão, o índice DXY, que mede a variação do dólar ante seis moedas rivais, opera perto da estabilidade, não exercendo influência significativa sobre o metal.

Na avaliação do diretor de marketing da GoldCore, David Russell, a reação mais ampla dos mercados ao Fed definirá o tom para o futuro dos metais preciosos. “Se as negociações sobre tapering forem mais moderadas do que o previsto, os mercados acionários podem continuar em sua tendência de alta, por enquanto, e deixar o ouro e a prata em suas sombras novamente”, disse ao MarketWatch.

(Com informações do Tc e Estadão)

Deixe um comentário