Bom dia ADVFN - Reunião do Fed e crise na China no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  21 de Setembro de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: Os índices futuros americanos e as bolsas europeias avançam, apesar de temores quanto a instabilidade econômica na China.

Na Ásia, as bolsas fecharam em sua maioria em baixa, o índice Hang Seng, de Hong Kong, chegou a cair mais de 3%, em meio à fraqueza da incorporadora China Evergrande Group, que se aproxima do default. Mas o índice se recuperou, e fechou em alta de 0,51%. O presidente do Evergrande buscou tranquilizar os mercados, e afirmou que a empresa irá cumprir com suas responsabilidades entre compradores de propriedades, investidores, parceiros e instituições financeiras. A análise de crédito da S&P Global Ratings afirmou: “Nós acreditamos que Pequim só será levada a intervir se houver um contágio de amplo alcance, que faça com que vários grandes incorporadoras entrem em crise e apresentem riscos sistemáticos à economia”. No Japão, o Nikkei recuou 2,17%, em meio a perdas do Softbank Group, de 4,98%. Na China continental e na Coreia do Sul, os mercados permaneceram fechados por conta do feriado. Na China, os mercados reabrem apenas na quarta-feira.

Na Europa, os índices operam em alta. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, tem alta de 0,7%. Todos os setores avançam, com exceção do setor de saúde. Os melhores desempenhos são dos setores de recursos básicos, petróleo e gás, em meio à preocupação de consumidores e empresas com a potencial falta de gás natural na região. Hoje marca a estreia do Universal Music Group nas bolsas da região, a maior oferta pública inicial de ações da Europa em 2021 até o momento. A empresa é negociada a 25,05 euros por ação, mais de 35% acima do preço referencial. Ações do setor aéreo estão entre aquelas com melhor desempenho, possivelmente por conta do anúncio realizado na segunda-feira de que os Estados Unidos pretendem relaxar as restrições para pessoas completamente vacinadas vindas do Reino Unido e da União Europeia.

Nos Estados Unidosos índices futuros no terreno positivo no momento. Na segunda, as fortes vendas levaram o S&P 500 a ter seu pior dia desde maio, em meio a preocupações com a variante Delta de Covid, à medida que os meses mais frios do ano se aproximam no Hemisfério Norte; a aproximação da reunião do Federal Reserve; risco de solavancos econômicos na China; e a aproximação do prazo final para o teto da dívida nos Estados Unidos. Nesta terça, o Fed inicia sua reunião de dois dias. Investidores aguardam por mais informações do presidente da instituição, Jerome Powell, sobre os planos do banco central americano para desacelerar seu programa de compra de títulos, em especial a data em que o movimento se iniciará.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 70,92, com alta de 1,11%. O Brent opera em alta de 0,95%, negociado a US$ 74,62.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$  43.266,66 (-3,87%). O ouro  é negociado a US$ 1.767,05 por onça-troy (+0,18%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: A bolsa de Dalian permaneceu fechada por conta de feriado.

Coronavírus

O mundo registra 229.132.907 de casos de coronavírus e 4.701.332 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 264.738.764. Doses aplicadas: 211.986.784.

Brasil

O Brasil ultrapassou a marca de 50% da população adulta vacinada contra a Covid-19 com as duas doses ou a dose única da Janssen. Com isso, são mais de 80 milhões de brasileiros completamente imunizados. Além disso, mais de 88% acima dos 18 anos receberam ao menos uma dose da vacina. Desde o início da campanha de vacinação, o país distribuiu mais de 260 milhões de doses. De acordo com o Ministério da Saúde, com o avanço da imunização, a queda na média móvel de mortes e doentes por coronavírus chegou a 70%.

Poderes

Jair Bolsonaro fará um discurso na manhã de hoje na abertura da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia ouve hoje o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário.

Economia

Crise da Evergrande alerta sobre possível desaceleração da economia chinesa: A crise do conglomerado da construção civil Evergrande, segunda maior empresa chinesa, provocou um terremoto, ontem nos mercados financeiros globais e acendeu um alerta sobre uma possível desaceleração brusca da economia da China, que teria efeitos severos em todo o mundo, em especial sobre países como o Brasil. Não à toa, a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) chegou a operar em baixa acima de 3% durante boa parte do pregão. No fim do dia, o Ibovespa, índice que reflete o desempenho das principais ações, fechou em queda de 2,33%, aos 108.844 pontos. Foi o menor nível de fechamento desde 23 de novembro do ano passado. O dólar subiu para R$ 5,53, com alta de 0,93%. A pandemia do novo coronavírus prejudicou o fluxo de caixa da companhia chinesa em 2020, e são elevados os riscos de a Evergrande decretar calote e provocar um efeito cascata na segunda economia do planeta, da qual o Brasil é muito dependente. O crescimento acelerado da China vinha sustentando os preços das commodities agrícolas e minerais exportadas pelo Brasil, como a soja e o minério de ferro. Se o valor dessas mercadorias despencar, a economia brasileira, que já está fragilizada pelas tensões políticas e fiscais, e ameaçada pela crise hídrica, pode afundar ainda mais. Nesse caso, o estrago não ficaria restrito à Bolsa, mas prejudicaria o próprio crescimento econômico do país. Fundada em 1996, a Evergrande tem projetos de construção em 280 cidades da China, além de negócios com veículos elétricos e até clubes de futebol. O crescimento rápido da empresa foi bancado com elevadas captações de recursos junto a grandes grupos internacionais, como Allianz, Ashmore e Blackrock, o que a levou a companhia a acumular uma dívida estimada em US$ 300 bilhões. Recentemente, o grupo alertou o mercado sobre problemas de fluxo de caixa, dizendo que poderia entrar em default se não conseguisse levantar dinheiro rapidamente.

Agenda Econômica

🇺🇸 Saldos da contas correntes mensal (09h30)
🇺🇸 Construção de casas novas mensal (09h30)
🇧🇷 Tesouro Nacional – Leilão de Títulos (10h30)⭐️
🇧🇷 BC – Primeiro dia da reunião do Copom (11h30)⭐️
🇧🇷 INDA – Coletiva de imprensa sobre resultados de agosto
🇺🇸 Leilão primário de Treasuries de 20 anos (14h00) ⭐️
🇧🇷 BC – Primeiro dia da reunião do Copom – parte 2 (14h00)⭐️
🇺🇸 Variação de estoques de petróleo API (17h30)
🇨🇳 Taxa prime de 1 ano do PBOC (22h30) ⭐️

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou em forte queda de 2,33%, a 108.842 pontos, menor patamar desde novembro do ano passado. O risco de calote da incorporadora Evergrande contaminou os mercados europeus, norte-americano e brasileiro, e disparou um movimento de venda em todo o mundo. Investidores temem que a inadimplência da gigante chinesa prejudique o crescimento do país asiático e comprometa seu sistema financeiro.

Maiores altas do Ibovespa

CPLE6: +4,68% a R$ 6,94
SBSP3: +1,81% a R$ 35,91
CVCB3: +0,88% a R$ 20,60
IGTA3: +0,40% a R$ 32,24
ENBR3: +0,11% a R$ 18,20

Maiores baixas do Ibovespa

BRKM5: -11,54% a R$ 58,39
VIIA3: -6,74% a R$ 7,89
CASH3: -5,91% a R$ 6,69
IRBR3: -5,79% a R$ 4,88
PRIO3: -5,68% a R$ 18,93

Dólar    

dólar comercial: encerrou o dia cotado a R$ 5,3320, com alta de 0,81%. O bom desempenho da moeda norte-americana deve-se, principalmente, às preocupações com a Evergrande, gigante chinesa da construção civil e as consequências da grave crise pela qual atravessa a empresa, com impactos globais.

Juros

O DI para janeiro de 2022 subiu dois pontos-base a 7,08%, o DI para janeiro de 2023 caiu 10 pontos-base a 8,94%, DI para janeiro de 2025 recuou 14 pontos-base a 10,06% e DI para janeiro de 2027 registrou variação negativa de 17 pontos-base a 10,46%.

Ifix   

O índice fechou em baixa de 1,07%, a mínima de 2.700,59 pontos. A máxima de 2.729,78 pontos. No acumulado para setembro, o índice concentra uma queda de 2,63%. Já no ano, recua 5,97%. A movimentação financeira foi de R$ 265,58 milhões.

🏭  ** Carteiras de Fundos Imobiliários de setembro de 2021 ** 🏭

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão.

Deixe um comentário