Fundador do Mercado Livre investe parte da sua fortuna na exchange Ripio

LinkedIn

Marcos Galperin, fundador e CEO do Mercado Livre (BOV:MELI34), o maior e-commerce da América Latina, anunciou o investimento de parte de sua fortuna pessoal na empresa de Bitcoin (BTC) e criptomoedas Ripio.

O investimento de Galperin faz parte de uma nova rodada de investimentos realizada pela exchange argentina que arrecadou US$ 50 milhões nesta rodada de investimentos de Série B, que foi liderada pelo Digital Currency Group (DGC).

Além da DGC e de Galperin a rodada também contou com investimentos de Martin Migoya (fundador e CEO da Globant). Atualmente o Grupo Ripio, já conta com investimentos da Tim Draper, Boost.vc., entre outros.

Segundo a exchange o investimento ajudará a fortalecer a posição da companhia na região, que acaba de ultrapassar 2 milhões de usuários distribuídos predominantemente entre seus dois principais mercados, Argentina e Brasil.

A Ripio destaca que está em franca expansão pela América Latina, tendo consolidado sua posição no mercado brasileiro após concluir, em janeiro, a aquisição da BitcoinTrade, uma das principais exchanges do país. Além disso, a empresa continua a aumentar sua presença no México, Colômbia, Uruguai e Espanha.

“Estamos muito felizes em continuar consolidando nosso relacionamento com os investidores que impulsionaram nosso crescimento desde o início”, afirma Sebastián Serrano, Cofundador e CEO da Ripio e uma das principais referências do mercado cripto no continente.

Ripio

Ainda segundo Serrano, esta rodada é um avanço natural que permite a exchange continuar construindo e expandindo produtos na região, “com a missão de ampliar o acesso ao mundo cripto, criando ferramentas simples e oferecendo recursos educacionais de qualidade para conhecer o universo cripto”, completou.

A empresa nasceu em 2013 e desde então, formou alianças estratégicas com Mercado Pago, Visa e Circle. A empresa realizou auditorias de compliance externas da Ernst & Young e PwC e montou uma equipe de 300 pessoas na Argentina, Brasil, Uruguai, México, Colômbia e Espanha.

Em 2020, a Ripio se tornou a única empresa cripto latino-americana selecionada pelo Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês) como pioneira em tecnologia e atualmente é membro ativo em vários grupos de trabalho do WEF com relação à adoção de criptomoedas e cenário regulatório.

Ao mesmo tempo, a Ripio fortaleceu sua unidade OTC (mesa de balcão), unidade de negócios que oferece soluções cripto para investidores institucionais e empresas. Este tornou-se um dos segmentos de crescimento mais rápido do setor desde 2020.

Por Cassio Gusson

Deixe um comentário