Solana (SOL) trava após ataque na rede

LinkedIn

A Solana (COIN:SOLUSD), uma das principais concorrentes do Ethereum, sofreu um ataque de 300.000 transações por segundo feito por bots, a blockchain não aguentou a carga e travou.

Na manhã desta terça-feira (14), a Solana anunciou através de suas redes sociais que sua rede estava enfrentando instabilidades e que os validadores de blocos já estavam se preparando para um reinício.

“A mainnet-beta da Solana está passando por instabilidade intermitente. Isso começou há aproximadamente 45 minutos e os engenheiros estão investigando o problema.”

“A exaustão de recursos na rede está causando uma negação de serviço (DoS). Os engenheiros estão trabalhando para uma solução. Os validadores estão se preparando para um reinício potencial, se necessário.”

 

Segundo Anatoly Yakovenko, CEO da Solana, o ataque ocorreu durante a IDO (semelhante a uma ICO) de uma exchange descentralizada, a Raydium.

Com cerca de 300.000 transações por segundo, as filas que encaminhas as transações aos produtores de blocos cresceram tanto que causaram forks em excesso.

Transações baratas, ataques baratos. Ao mesmo tempo em que transações baratas são ótimas para os usuários, elas também permitem ataques quase sem custo, neste caso ainda menor por conta do ataque ter feito transações de reversão.

Solução já estava a caminho

Um ataque semelhante ocorreu na semana passada e as correções já estavam marcadas para serem trabalhadas e lançadas na próxima versão da Solana. Infelizmente a blockchain foi atacada novamente antes de sua atualização.

Ser CEO de um projeto com um valor de mercado de 244 bilhões de dólares e vê-lo ficar inativo devido a um ataque pode deixar qualquer pessoa irritada, menos Yakovenko, que aparentou estar calmo:

“nah, só precisamos corrigir os bugs. parte da vida”

Embora a equipe já tenha liberado a nova versão, corrigindo o ponto de falha e limitando o encaminhamento de transações, não é possível afirmar que a rede está operando normalmente.

No explorador de blocos Solana Beach, as últimas transações são de 38 minutos atrás. Já no explorador SolScan, a última transação registrada é de 6 horas atrás.

Apesar disso, o preço da SOL mantem-se forte e a moeda ainda ocupa o 7º lugar por valor de mercado. Outro projeto que apresentou problemas hoje foi o Arbitrum, solução de segunda camada da rede Ethereum, porém este ficou inativo por apenas cinco minutos e, segundo os desenvolvedores, o problema já foi solucionado.

Por Henrique Kalashnikov

Deixe um comentário