Ambipar: Environmental ESG pretende movimentar cerca de R$ 3 bilhões com IPO

LinkedIn

A Environmental ESG, subsidiária da Ambipar (BOV:AMBP3), chega na Bolsa de Valores (B3) com uma oferta inicial (IPO) que pretende movimentar cerca de R$ 3 bilhões, além de impulsionar as aquisições da companhia.

A chegada na B3 está marcada para dia 11 de outubro, com o ticker “EESG3”. Além disso, os ativos terão uma média de preço entre R$ 15,50 e R$ 20,50. Dessa forma, após a estreia do IPO, cerca de 43% do capital social da empresa estará em circulação no mercado.

Detalhes da Oferta Pública Inicial

O aporte mínimo para investidores de varejo que pretendem entrar no IPO da Environmental ESG é de R$ 3 mil, já o máximo é de R$ 1 milhão. A precificação dos ativos acontece no dia 7 de outubro.

Além disso, com a oferta pública, a empresa pretende destinar os recursos adquiridos para compras no Brasil e exterior, assim como otimizar a estrutura de capital, incluindo reforço de giro em 25%.

Vale lembrar que o IPO distribuirá 100% de ativos primários, cerca de 168.400.000 ações ordinárias. Ainda assim, a operação poderá ter um acréscimo de 15%, cerca de 25.260.000 papéis. Em suma, a oferta vai ter na coordenação os bancos: Bradesco BBI (Líder), Santander Brasil (SANB11) e UBS BB.

Sobre a empresa

A Environmental ESG é uma subsidiária da Ambipar que oferece soluções ambientais de gestão de resíduos. Além disso, a companhia tem uma plataforma com o objetivo de valorizar resíduos industriais, pós-consumo, coprocessamento, reciclagem, manufatura reversa e etc.

Em junho, a companhia já tinha cerca de 6 mil funcionários, com presença em todos os cantos do Brasil, Chile, Peru e Paraguai. Assim como, contava com aproximadamente 108 contratos ativos de gerenciamento total de resíduos. Dentre eles, 75 no Brasil e os outros 33 espalhados pela América Latina.

A empresa tem um perfil de clientes que inclui empresas dos setores de infraestrutura, fertilização, mineração, papel e celulose, açúcar e etanol.

Em suma, em 2020, a Environmental ESG teve uma receita operacional líquida de R$ 337,328 milhões. Uma evolução considerável quando comparada com os R$ 258,546 milhões registrados em 2019. Dessa forma, seu Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 91,976 milhões em 2020, ante aos R$ 71,784 milhões um ano antes.

Informações Acionista

Deixe um comentário