Banco PAN assina acordo para incorporação da totalidade das ações de emissão da Mosaico

LinkedIn

O Banco PAN assinou acordo para incorporação da totalidade das ações de emissão da Mosaico, empresa nativa digital que reúne as marcas Zoom, Buscapé e Bondfaro, e que é detentora da maior plataforma de conteúdo e originação de vendas para o e-commerce do Brasil.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:BPAN4) nesta segunda-feira (04).

A operação será efetivada mediante a incorporação das ações de emissão da Mosaico (BOV:MOSI3) pelo PAN, com emissão de 101.276.624 novas ações preferenciais, nominativas, escriturais e sem valor nominal do PAN a serem entregues aos acionistas da Mosaico, em uma relação de troca de 0,8x.

Desta forma, o capital social da Mosaico passará a ser integralmente detido pelo PAN e os atuais acionistas da Mosaico passarão a deter 7,8% do capital social do PAN.

Também no âmbito da incorporação de ações da Mosaico, os acionistas da Mosaico receberão 21.099.296 bônus de subscrição de emissão do PAN, sendo que cada bônus dará direito a 0,166667 Ação BPAN4.

A condição para o exercício dos Bônus de Subscrição é que, a partir desta data e em até 30 meses do fechamento da Operação, o preço de negociação das Ações BPAN4 no encerramento de 3 pregões consecutivos da B3 tenha se mantido em valor superior a R$ 24,00. A relação de troca foi livremente negociada entre as administrações da Mosaico e do PAN, enquanto partes independentes.

No âmbito da Operação, os acionistas fundadores da Mosaico e o acionista controlador Banco Pan assumiram o compromisso de votar de forma a dar cumprimento ao Acordo de Associação.

Os acionistas fundadores da Mosaico se tornarão executivos não estatutários do PAN, sendo que um deles será membro do conselho de administração e outro presidente do comitê de e-commerce, com remunerações compatíveis com aquelas dos demais executivos e administradores do PAN.

Os acionistas fundadores da Mosaico estarão sujeitos a lock-up de suas ações que se encerrará dentro de um prazo de 18 a 30 meses a contar do fechamento da Operação, e obrigação de não-concorrência, a qual não está sujeita a qualquer tipo de remuneração.

O fechamento da Operação está condicionado ao cumprimento de condições suspensivas usuais de mercado, incluindo a obtenção, pela Mosaico e pelo PAN, das aprovações das respectivas Assembleias Gerais, bem como as aprovações do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE e do Banco Central do Brasil – BACEN.

A Operação ensejará direito de recesso aos acionistas do PAN, cujos detalhes, incluindo o valor de reembolso, serão oportunamente comunicados ao mercado. Como resultado do exposto acima, o PAN cria a maior e mais completa plataforma de banking e consumo do Brasil.

Esse ecossistema, impulsionado por tecnologia, viabiliza uma proposta de valor única, envolvendo a escolha e aquisição dos melhores produtos, com cashback sobre o melhor preço e nas melhores condições de crédito e pagamento, seja para os mais de 12,4 milhões de clientes do PAN (base Junho/21), seja para os mais de 22 milhões de usuários mensais das plataformas da Mosaico.

O PAN manterá o mercado e seus acionistas informados sobre os desdobramentos e atualizações da Operação.

Deixe um comentário