Bolsa de Futuros da Argentina procura listar opções de Bitcoin

LinkedIn

O mercado financeiro tradicional reconhece que não dá mais para ignorar o Bitcoin, com a bolsa de futuros da Argentina Matba Rofex procurando listar opções ligadas a moeda digital.

Essa bolsa de valores já tem em sua página um índice de preço do Bitcoin em relação ao Peso argentino, que filtra apenas o volume negociado em corretoras reconhecidas pelo mercado local, como a Ripio, SatoshiTango e Bitso, por exemplo. Isso indica que ela já começou a criar ferramentas para seus clientes acompanharem este mercado.

Contudo, na Argentina as bolsas ainda não começaram a listar nenhum produto e seguem atrás de países como Brasil e agora Estados Unidos, que já têm fundos de investimentos e ETFs listados para negociações de investidores do mercado financeiro.

O que é o mercado de opções e como isso influencia no Bitcoin?

O mercado de opções é muito comum no mercado financeiro tradicional, mas algumas empresas já fornecem essas soluções no setor das criptomoedas.

A maior delas é a Deribit, que conta com maior volume mundial diário e é uma empresa referência do setor. Outra que faz essas negociações é a Chicago Mercantile Exchange (CME), regulamentada pela SEC nos Estados Unidos.

Ou seja, empresas de todo o mundo já fornecem aos clientes a opção de negociar contratos de compra ou venda de Bitcoin em um determinado preço.

Para quem investe comprado no mercado a vista, uma posição vendida nos futuros, por exemplo, poderia funcionar como um hedge da posição, fazendo com que independente da volatilidade da moeda digital o investidor não tenha prejuízos.Mercado de Opções de Bitcoin nos meses de setembro e outubro de 2021 /Crédito: Skew

Esse mercado é muito grande e movimenta bilhões de dólares em todo o mundo, mas não chegou ainda na América Latina ainda.

Bolsa de futuros da Argentina quer ser primeira a lançar opções de Bitcoin na região

De acordo com informações do portal de notícias La Capital, a Matba Rofex planeja ser a primeira da Argentina a atender o mercado de opções com Bitcoin na América Latina.

Para isso, a bolsa apresentou a CVM da Argentina um projeto para criar futuros de Bitcoin em cima de seu índice de mercado, criado no início de outubro. Ou seja, o índice da empresa já será a referência para o que pode ser o primeiro produto de futuros de Bitcoin em uma bolsa latina.

Um gerente da empresa declarou que este produto foi apresentado a CNV no final de 2020, mas ainda não foi aprovado. Com mais bolsas regulamentadas criando inovações no setor, eles esperam que seu pedido enfim seja analisado e possivelmente aprovado.

Essa informação chega após o presidente da Matba Rofex, Andrés Ponte, declarar no início de outubro em um comunicado de imprensa que a bolsa já investe 5% de seu patrimônio em criptomoedas e startups do setor. Para ele, esse setor deverá complementar os mercados tradicionais com muita inovação.

“Acreditamos na inovação e há anos investimos nela. Os mercados tradicionais têm muito a contribuir para o criptoecossistema e a oportunidade de nos alimentarmos com as novas possibilidades e ferramentas oferecidas pela criptoeconomia. O objetivo final deve ser aumentar a satisfação do cliente no mercado de capitais argentino”.

Por Gustavo Bertolucci

Deixe um comentário