Especialista dá 7 dicas para quem quer começar a investir em Bitcoin e criptomoedas

LinkedIn

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre o mercado de criptomoedas. Mas, como funciona o dinheiro digital?

Criado em 2009, o Bitcoin (COIN:BTCUSD) é uma criptomoeda digital descentralizada, ou seja, um dinheiro eletrônico criado dentro de um ecossistema alternativo, no qual as movimentações financeiras não têm intermediários como bancos, corporações, financeiras ou governos.

Esse é um mercado que foi criado buscando a segurança dos dados dos clientes envolvidos. Por isso, como o nome sugere, as criptomoedas possuem criptografia, que assegura a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda.

Além disso, as rentabilidades das criptomoedas são bastantes expressivas. No primeiro semestre de 2021, o mercado de criptoativos teve um resultado satisfatório e no balanço geral do período, a sua valorização foi de 160%.

O bom desempenho salta aos olhos de muitas pessoas que desejam investir em ativos digitais diferenciados. Mas é importante fazer essas transações com bastante segurança.

O Cointelegraph Brasil pegou algumas dicas com o especialista em criptomoedas, César Trevisan que é Head of Business Development da NovaDAX, confira:

1) Estude sobre o mercado

Como já sabemos, o conceito de criptomoedas é novo. Por isso, antes de começar a investir, o ideal é estudar e se aprofundar sobre o tema. Além disso, vale a pena separar um tempo para ler notícias de alguns veículos especializados de confiança, bem como ouvir e conversar com especialistas e investidores mais experientes do segmento.

De qualquer maneira, este é um mercado que precisamos estar sempre atualizados.

2) Defina uma estratégia de investimento

Depois de conhecer um pouco sobre o mercado de criptomoedas, suas características, vantagens e riscos, chegou a hora de definir uma estratégia. Quais são os meus planos? Qual o melhor investimento – curto ou longo prazo?

No primeiro caso, saiba que é preciso muita dedicação e paciência para saber operar no mercado, sem grandes perdas. Trabalhar no longo prazo é bem mais fácil de administrar;

3) Calcule os riscos e os impactos

Seja cauteloso em qualquer tipo de investimento que vá fazer, ainda mais em um mercado novo como o de criptomoedas. É muito importante conhecer e calcular os riscos e impactos que os investimentos terá em suas finanças pessoais e fundamental para ter sucesso.

4) Equilíbrio é a chave do investimento

No mercado de criptomoedas, quem manda é a razão: é preciso saber controlar suas emoções e nunca aplicar mais do que você está disposto a perder. As criptomoedas são muito voláteis e podem muito bem valorizar 20% num dia e perder 50% no outro.

Dica importante: qualquer investimento é de alto risco, mas estudando e conhecendo bem o mercado, sua aplicação renderá bons frutos;

5) Diversifique na hora de escolher a moeda certa

O Bitcoin é a mais conhecida das criptomoedas, mas existem diversas opções para investir. Na hora de começar a investir, escolha uma que mais combine com o seu perfil e sempre que possível diversifique. Outra dica importante: não é preciso comprar uma moeda inteira, é possível investir em frações delas;

6) Procure por uma exchange de confiança

Para quem está ingressando neste segmento é importante trabalhar com uma exchange com boa reputação no mercado. Existem várias, cada uma com taxas, comissões e métodos de pagamento próprios.

A recomendação é negociar apenas com aquelas que tenham certificações reconhecidas de segurança e que ofereçam apoio e suporte adequado para seus investidores;

7) Não pule etapas

Assim como em qualquer segmento, sempre existem pessoas oferecendo o caminho mais curto para se ficar rico facilmente. Por isso, não pule etapas, desconfie e não se deixe levar pela emoção desse tipo de proposta. Fique atento e proteja seu investimento;

Agora que você já conhece um pouco mais do mercado de criptomoedas, espero que você se anime a investir nesse universo tão interessante, desafiador e que vem revolucionando a forma de movimentar e ganhar dinheiro em todo mundo.

Por Cassio Gusson

Deixe um comentário