Madero adia IPO após acordo com credores

LinkedIn

A piora nas condições de mercado nas últimas semanas e um acordo com credores fez o Madero adiar seu IPO para o ano que vem, informa o Estadão.

Segundo a publicação, a reestruturação do passivo até metade do ano que vem permitiu que a rede de restaurantes esperasse um melhor momento para abrir seu capital.

No fim do primeiro semestre, as obrigações do Madero superavam R$ 1,8 bilhão.

Oficialmente, o IPO do Madero está suspenso até 24 de dezembro, mas bancos de investimento acreditam que a oferta não virá antes do começo de 2022 e, talvez, seja direcionada a um grupo mais restrito de investidores qualificados.

Informações BDM

Deixe um comentário