“A França será uma escolha natural para um escritório regional e, quem sabe, global”, afirma CEO da Binance

LinkedIn

O cofundador e CEO da Binance – Changpeng Zhao – disse que a corretora cripto espera obter o status de fornecedora de serviços de ativos digitais na França, em 2022. A Binance é uma das principais companhias do mundo cripto, sendo responsável por mais de 70% das transações feitas em corretoras cripto.

Após uma iniciativa de US$ 116 milhões da Binance com uma fintech francesa sem fins lucrativos para a construção de um centro de pesquisa na França, a empresa agora aparenta estar em busca de se firmar no país, apesar de ter dito à agência Reuters, em outubro, que a Irlanda fazia parte de seus planos para uma sede.

“A França será uma escolha natural para um escritório regional e, quem sabe, global”, disse Zhao, em uma entrevista ao Les Echoes.

No entanto, a empresa está longe de poder alcançar o posto de maior corretora cripto do mundo – devido à reguladoras em todo o mundo tomando medidas contra a companhia.

No Reino Unido e no Japão, as reguladoras financeiras advertiram a empresa por operar sem aprovação. Na Alemanha, os tokens acionários propostos pela corretora irritaram os reguladores do país.

Apesar de sua difícil recepção regulatória, Zhao afirma atender à regulamentação e acredita que sua forte equipe de compliance com 600 membros possibilitará que a Binance enfrente a tempestade.

Em 2021, a companhia adicionou 150 funcionários responsáveis por compliance e relações com as reguladoras, o que significa que mais de 15% de seu total de 3,5 mil funcionários dedicam-se a aliviar as preocupações regulatórias.

“Queremos ser regulamentados”, disse Zhao. “Nesse estágio de nosso desenvolvimento, isso nos permitirá crescer mais rápido. Cerca de 5% da população mundial – 400 milhões de pessoas – já aderiram a cripto, elas são pioneiras. Agora, queremos convencer os 95% restantes.”

Deixe um comentário