Kucoin lança fundo de US$100 milhões para apoiar o metaverso

LinkedIn

A popular bolsa de negociação de criptomoedas lançou um fundo de US$ 100 milhões para se concentrar no apoio a equipes que desejam desenvolver projetos de metaverso. Chamado de KuCoin Metaverse Fund, ele também incubará protocolos de GameFi, NFTs, infraestrutura descentralizada e mais.

O comunicado de imprensa afirma que a bolsa, por meio de seu braço de investimento e pesquisa, KuCoin Labs, quer mergulhar nos estágios de desenvolvimento do metaverso.

Além de alocar US$ 100 milhões para vários projetos, o fundo prometeu fornecer “apoio e incentivo em grande escala em termos de incubação, investimento no mercado primário, parceria comercial, branding, gestão de mercado e estratégia de go-to-market”.

O fundo também promoverá o uso em massa da tecnologia blockchain, com foco principal em mercados emergentes como América do Sul e África.

O CEO da Kucoin, Johnny Lyu, descreveu o metaverso como o próximo capítulo da Internet, que está “pronta para mudar a maneira como trabalhamos, nos conectamos, fazemos compras, nos divertimos e temos interações sociais”.

Consequentemente, o novo fundo terá como objetivo “acelerar a evolução da indústria da Internet’. Esperamos amadurecer a indústria emergente de blockchain, fortalecendo ainda mais a aplicação da tecnologia de blockchain aos projetos de metaverso”.

A tendência crescente do metaverso

Como mencionado acima, a ideia do metaverso disparou em popularidade nos últimos meses, especialmente depois da decisão de Mark Zuckerberg de renomear a empresa por trás do gigante da mídia social Facebook para Meta. Foi uma surpresa para muitos, mas o bilionário afirmou que permitirá que a empresa se concentre mais no desenvolvimento do metaverso.

Além do novo fundo do KuCoin, vários outros projetos baseados em criptomoedas anunciaram a intenção de entrar no metaverso de alguma forma.

A empresa de investimento NFT Sfermion foi uma das primeiras, pois levantou US$ 100 milhões por meio de vários investidores institucionais de alto perfil para entrar no metaverso.

Pouco depois, a plataforma de jogos movida a blockchain Enjin seguiu o caminho do KuCoin, formando um fundo de US$ 100 milhões para apoiar o desenvolvimento de um metaverso descentralizado.

Por João Victor

Deixe um comentário