Terceira maior baleia de Bitcoin compra 207 BTC a US$ 62.000

LinkedIn

As baleias e Bitcoin (COIN:BTCUSD) voltaram ao mercado com o preço perto de US$ 60.000, e os dados mostram um comportamento clássico das baleias de mercados em alta.

De acordo com recursos de monitoramento on-line em 16 de novembro, o terceiro maior endereço de baleia Bitcoin aumentou suas participações em 207 BTC.

Baleias compram a queda

Apesar de ter caído 8% nas últimas 24 horas, o Bitcoin continua sendo uma compra sólida para seus maiores investidores.

Somente um endereço controlado por uma baleia de BTC (COIN:BTCBRL), agora o terceiro maior com um saldo de 193.433,46915660 BTC, acrescentou o equivalente a US$ 12,84 milhões ao seu saldo a um preço de US$ 62.053 por Bitcoin.

“Com isso, este endereço aumentou suas participações em 635 BTC em novembro”, observou o jornalista Colin Wu em comentários sobre o evento.

“O saldo atual deste endereço é 108.528,56 BTC, e a receita não realizada é 4.632.109.617,37 USD.”

Esse comportamento das baleias é de fato comum durante as corridas de alta, como evidenciado pelos dados do blockchain sobre os picos do ciclo de alta anterior.

“Na minha opinião, as baleias e grandes players geralmente protegem seus Bitcoins transferindo para exchanges de derivativos e assumindo posições curtas quando compram uma grande quantidade de BTC no fundo dos preços”, explicou um colaborador da empresa de análise da rede CryptoQuant na terça-feira.

“Esse padrão é óbvio durante a última corrida de alta (2017), quando o indicador das exchanges de derivativos atingiu o pico muitas vezes e o preço experimentou um salto. Agora, durante a alta, a métrica atingiu o pico quatro vezes, indicando que as baleias estão comprando e protegendo suas moedas continuamente. ”

O fato, resumiu o post, é um “sinal de alta de longo prazo” para a ação do preço.

Ação de preços do Bitcoin mantém-se conservadora

Os detentores de longo prazo começaram a reduzir suas participações no BTC a partir deste mês.

No que é conhecido como “distribuição”, o fenômeno historicamente acompanhou a fase mais voraz da alta dos preços, como testemunhada no início de novembro do ano passado.

O grande volume de compradores de US$ 62.000, entretanto, não foi suficiente para evitar um novo teste de níveis mais baixos na terça-feira, ao contrário das expectativas do Whalemap, uma ferramenta dedicada para monitorar a atividade das baleias.

Por William Suberg

Deixe um comentário