Coinbase planeja identidades em NFT para o metaverso

LinkedIn

Na quinta-feira, o CEO da Coinbase (NASDAQ:COIN), a maior exchange de criptomoedas dos EUA, Brian Armstrong, e um executivo encarregado das ferramentas de identidade, Alex Reeve, publicou um post em um blog onde expõe a visão da empresa sobre o metaverso e seus planos de operar nele.

A Coinbase também é negociada na B3 através do ticker (BOV:C2OI34).

A parte mais notável da postagem do blog é onde eles descrevem planos para fornecer aos usuários ferramentas de identidade baseadas em NFT para entrar nos diferentes reinos que formarão o metaverso.

“Na Coinbase, queremos ajudar a reunir todas as peças de identidade – essencialmente criando uma entrada de identidade no Metaverso. Essa é a ideia por trás de nosso trabalho com a ENS, que torna possível criar um nome de usuário exclusivo NFT através de uma carteira. Eventualmente, isso permitirá que os usuários carreguem uma ID exclusiva em mundos diferentes no Metaverso.”

Armstrong e Reeve acrescentaram:

“Também estamos trabalhando em uma tecnologia que permitirá que você compre seu avatar, defina e mantenha seu perfil público e estabeleça confiança. E estamos trabalhando em recursos como Sign in with [ETH / Coinbase], que pode permitir que os usuários façam login em todos os aplicativos do Metaverso. “

A ENS é uma referência ao Ethereum Name Service, um serviço em rápido crescimento que transforma a complicada confusão de caracteres que compõem um endereço de carteira em um termo simples em inglês como “GeorgeWashington.eth”, ou qualquer nome que você quiser registrar.

A Coinbase esteve fortemente envolvida em um DAO (Organização Autônoma Descentralizada) associado ao projeto ENS, que é considerado um passo fundamental para tornar o metaverso mais acessível e amigável.

Se a Coinbase se tornar uma opção popular para as pessoas acessarem o metaverso e gerenciarem sua identidade, pode vir a ocupar um papel semelhante ao do Facebook em uma era anterior, onde as pessoas usavam sua conta da rede social como uma chave para acessar uma ampla variedade de outros sites. Isso deu ao Facebook um enorme poder sobre a Internet e inúmeras controvérsias sobre privacidade.

Para a Coinbase, a situação pode ser um pouco diferente, uma vez que o metaverso está tentando ser construído como uma plataforma descentralizada sobre a qual supostamente nenhuma empresa ou autoridade tem controle.

O CEO da maior exchange dos Estados Unidos, Brian Armstrong, há muito tempo é um defensor da descentralização como uma forma de dar às pessoas mais liberdade sobre suas vidas.

Por João Victor

Deixe um comentário