S&P 500 subiu pelo terceiro dia consecutivo na quarta-feira e fica a menos de 1% de seu recorde

LinkedIn

As ações dos EUA subiram ligeiramente na quarta-feira (8), com os investidores continuando a apostar que o impacto da variante Ômicron não será tão ameaçador quanto muitos pensavam anteriormente.

O Dow Jones reverteu em alta perto do final do dia de negociação, adicionando 35,32 pontos, ou 0,10%, para 35.754,75 pontos.
O S&P 500 avançou 0,31% para 4.701,21 pontos e ficou 0,9% em relação ao seu recorde histórico.
O Nasdaq Composite subiu 0,64%, para 15.786,99 pontos.

Parte do retorno foi validado por notícias sobre vacinas na quarta-feira. A Pfizer e a BioNTech  disseram que três doses de sua vacina são eficazes na neutralização da variante Ômicron, citando seus próprios testes laboratoriais preliminares. Eles também disseram que duas doses ainda podem proteger contra a severidade da doença.

As ações da Pfizer, que subiram 6,3% no mês passado, caíram ligeiramente.

Muitos já haviam antecipado que a nova variante seria administrável, uma expectativa que ajudou a impulsionar a recuperação na segunda-feira e o rali subsequente na terça-feira.

Ainda assim, as ações relacionadas a viagens continuaram crescendo em alta, já que as notícias deram aos investidores mais confiança. Norwegian Cruise Line saltou 8,2% e foi o maior ganhador no S&P 500, seguido por Carnival e Royal Caribbean, que subiram cerca de 5% cada.

Ações de companhias aéreas e cassinos também fizeram grandes movimentos, incluindo United Airline e Las Vegas Sands, que ganharam cerca de 4% cada. O ETF Invesco Dynamic Leisure and Entertainment cresceu 1,09%.

As ações da Meta Platforms subiram 2,4% depois que a empresa deu a seus funcionários a opção de atrasar o retorno ao escritório em três a cinco meses, anteriormente previsto para o final de janeiro.

As ações da Apple também subiram 2,2% depois que o UBS manteve sua classificação de compra na ação, apesar das recentes preocupações sobre a demanda pelo iPhone 13.

Deixe um comentário