Intel tem multa antitruste de US$ 1,2 bilhão anulada por tribunal da União Europeia

LinkedIn

Um importante tribunal da União Europeia anulou uma multa antitruste de 1,06 bilhão de euros (US$ 1,2 bilhão ou R$ 6,49 bilhões) aplicada à fabricante de chips norte-americana Intel (NASDAQ:INTC) em 2009.

A Intel também é negociada na B3 através do ticker (BOV:ITLC34).

A multa foi aplicada pela Comissão Europeia, o braço executivo da UE, com base no fato de que a Intel havia tentado injustamente eliminar seus rivais.

A comissão alegou que a Intel abusou de sua posição dominante no mercado mundial de processadores de data center “x86 2” entre 2002 e 2007, implementando uma estratégia destinada a excluir concorrentes do mercado.

Mas o Tribunal Geral, um tribunal constituinte do Tribunal de Justiça da União Europeia, rejeitou a multa na quarta-feira, dizendo que a comissão não fez uma análise econômica adequada de um esquema de descontos.

“A análise da Comissão (Europeia) é incompleta e não permite estabelecer o padrão legal necessário que os descontos em questão eram capazes de ter, ou provavelmente ter, efeitos anticompetitivos”, disse o Tribunal Geral em um comunicado de imprensa publicado em seu site.

Em 2014, o Tribunal Geral confirmou o veredicto da comissão de 2009. No entanto, foi posteriormente instruído pelo Tribunal de Justiça da UE, o mais alto tribunal da Europa, em 2017, a reexaminar o recurso da Intel.

As informações são do CNBC.

Deixe um comentário