Anima (ANIM3): prejuízo líquido de R$ 152,9 milhões, alta de 61,4%

LinkedIn

O grupo educacional Anima registrou prejuízo líquido atribuído aos acionistas de R$ 152,9 milhões no quarto trimestre de 2021, em alta de 61,4% em relação ao prejuízo líquido de R$ 94,7 milhões obtido no quarto trimestre de 2020.

A receita líquida somou R$ 848,5 milhões entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 125,7% na comparação com igual etapa de 2020, impulsionada pelas aquisições no período.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – totalizou R$ 159,2 milhões, avanço de 143,1% em comparação com o quarto trimestre de 2020.  Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) atingiu 18,8% no período, alta de 1,3 pontos porcentuais frente a margem registrada em 4T20.

Segundo a companhia, o crescimento é proveniente, principalmente, da assertiva estratégia implementada de aquisições, focada em instituições com forte atuação em medicina e que corroboraram o crescimento tanto de valor absoluto, quanto em margem.

O lucro bruto totalizou R$ 496,6 milhões no 4T21, um crescimento de 129,3% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A margem bruta atingiu 58,5% no último trimestre de 2021, incremento de 0,9 pontos porcentuais na comparação anual.

Em relação à base de alunos, houve um crescimento de 191,2% no quarto trimestre de 2021, atingindo a marca de 321 mil alunos matriculados.

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 159,8 milhões no quarto trimestre de 2021, uma elevação de 247,6% sobre as perdas financeiras do mesmo trimestre de 2020.

A dívida líquida ajustada da companhia ficou em R$ 4,846 bilhões no final de dezembro de 2021, ante R$ 327,4 milhões do mesmo período de 2020.

Os resultados da Ânima Educação (BOV:ANIM3) referente suas operações do quarto trimestre de 2021 foram divulgados no dia 28/03/2022.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário