Exchange de criptomoedas BitMEX demite 75 trabalhadores

LinkedIn

A exchange de criptomoedas BitMEX demitiu 75 funcionários em uma ação que ocorre logo após os planos de uma empresa fundada pelo CEO e CFO da BitMEX para comprar um dos bancos mais antigos da Alemanha fracassarem.

“A BitMEX fez mudanças em nossa força de trabalho para agilizar a próxima fase de nossos negócios”, disse um porta-voz da BitMEX na segunda-feira. “Nossa principal prioridade é garantir que todos os funcionários que serão impactados tenham o suporte de que precisam”. 

“A plataforma BitMEX continuará operando normalmente e não faremos mais comentários neste momento”, acrescentou o porta-voz.

Uma fonte familiarizada com o assunto disse que as demissões entrariam em vigor no final de abril e representavam cerca de 25% da força de trabalho da BitMEX. Após os cortes, o número de funcionários global da BitMEX, com sede em Seychelles, será de 225 pessoas, disse a fonte.

A BXM Operations, uma empresa fundada pelo CEO da BitMEX Alexander Höptner e pelo diretor financeiro Stephan Lutz, anunciou planos para comprar um dos credores mais antigos da Alemanha, Bankhaus von der Heydt, em janeiro, mas o negócio foi cancelado por mútuo acordo, informou a mídia alemã em final de março.

Em fevereiro, os fundadores da BitMEX, Arthur Hayes e Benjamin Delo, se declararam culpados de violar a Lei de Sigilo Bancário dos EUA (BSA). Eles foram acusados de operar com protocolos antilavagem de dinheiro (AML) ruins.

Com informações de Coindesk

Deixe um comentário