ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

EPS do primeiro trimestre da BioNTech triplicou e orienta receita de € 13 bilhões a € 17 bilhões pra 2022

LinkedIn

A BioNTech (NASDAQ:BNTX) relatou resultados do primeiro trimestre mais fortes do que o esperado, superando significativamente as estimativas de lucros e receitas, impulsionadas por vendas robustas de vacinas contra o coronavírus.

As ações da empresa alemã de biotecnologia subiram 3,1% em 9 de maio, fechando em US$ 140,32.

A BioNTech também é negociada na B3 através do ticker (BOV:B1NT34).

1º trimestre

Notavelmente, o lucro ajustado de € 14,24 por ação mais que triplicou em relação ao ano anterior e superou as expectativas dos analistas de € 8,62 por ação. A empresa reportou lucro de € 4,39 por ação no mesmo período do ano anterior.

Além disso, as receitas também mais que triplicaram ano a ano para € 6,37 bilhões e excederam as estimativas de consenso de € 4,01 bilhões.

O aumento nas receitas reflete um aumento nas receitas comerciais impulsionadas pelo fornecimento e vendas da vacina para a Covid-19 da empresa em todo o mundo.

Perspectivas do ano fiscal de 2022

Com base nos resultados robustos do primeiro trimestre, a administração reiterou a orientação financeira para o ano fiscal de 2022.

A empresa continua a prever receitas de vacinas contra o coronavírus na faixa de € 13 bilhões a € 17 bilhões, enquanto a estimativa de consenso dos analistas é de € 15,62 bilhões.

As despesas de capital estão previstas na faixa de € 450 milhões a € 550 milhões, contra a estimativa de consenso de € 390,3 milhões.

Comentários do CEO

O CEO da BioNTech, Ugur Sahin, comentou: “Aprimoramos nossa liderança na vacina de Covid-19 e relatamos dados encorajadores para nossa primeira terapia CAR-T humana em tumores sólidos. Impulsionados por nossa execução em inovação, acreditamos que estamos bem posicionados para alcançar vários lançamentos de produtos nos próximos anos, o que facilitaria um crescimento significativo a longo prazo.”

Consenso de Wall Street

Após os resultados do primeiro trimestre, o analista do Morgan Stanley, Matthew Harrison, reduziu o preço-alvo da BNTX para US$ 195 (38,97% de potencial de alta) de US$ 197 e reiterou uma classificação Hold.

O resto da comunidade de Wall Street está cautelosamente otimista em relação às ações, com uma classificação de consenso de compra moderada (moderate buy) com base em três classificações Buy e seis Hold. O preço-alvo médio da BNTX de US$ 251,67 implica um potencial de alta de 79,35% em relação aos níveis atuais.

Conclusão

A BioNTech apresentou vendas e ganhos excelentes no primeiro trimestre, impulsionados pela forte demanda pela vacina de Covid-19 desenvolvida com a Pfizer (PFE, PFIZ34).

No entanto, não aumentou sua perspectiva para o ano inteiro e prevê um declínio ano a ano na receita de vacinas em 2022, em comparação com € 19 bilhões registrados no ano passado.

Isso pode indicar sinais de diminuição da demanda por mais injeções de vacina, já que a maioria da população na América do Norte e na Europa completou seu curso de três injeções.

Fontes: CNBC, WSJ, FX empire, FX Street, Reuters, The Street, TipRanks

Deixe um comentário