FTX US solicita carta de confiança em Nova York

LinkedIn

A exchange de criptomoedas FTX US solicitou uma carta fiduciária com o Departamento de Serviços Financeiros de Nova York, ou NYDFS, para operar no estado.

Em um anúncio de quarta-feira, a FTX US disse que se candidatou à formação de uma sociedade fiduciária de propósito limitado com o regulador de serviços financeiros de Nova York, em um esforço para oferecer seus produtos e serviços aos usuários locais. Pendente de revisão e aprovação regulatória, o fundo licenciado será administrado pela veterana da Fidelity Investments, Marissa MacDonald, que assumirá o papel de diretora de conformidade.

As empresas de criptografia que buscam operar no estado de Nova York têm caminhos diferentes para a aprovação regulatória. Um método é solicitar uma carta de confiança, como Coinbase e BitGo fizeram, para oferecer serviços de custódia de criptomoedas. A outra é solicitar uma BitLicense, rota disponível desde 2015.

De acordo com o NYDFS, o objetivo da BitLicense é que os residentes de Nova York tenham uma “maneira bem regulamentada de acessar o mercado de moeda virtual”. No entanto, o prefeito de Nova York, Eric Adams, criticou a iniciativa em abril, alegando que exigir que as empresas de criptomoedas solicitem uma licença torna o estado “menos competitivo.”

Em janeiro, a FTX US atingiu uma avaliação de US$ 8 bilhões após uma rodada de financiamento de US$ 400 milhões. A bolsa global da FTX seguiu com seu próprio aumento de US$ 400 milhões no final daquele mês, elevando sua avaliação para US$ 32 bilhões.

Por Turner Wright

Deixe um comentário