IRB Brasil: Safra avalia que resultados têm decepcionado estimativas e sugerem que recuperação da companhia demore mais que o esperado

LinkedIn

O Banco Safra avalia que os resultados têm decepcionado estimativas e sugerem que a recuperação da companhia demore mais que o esperado.

Analistas aumentaram as estimativas de receita, mas os sinistros ainda altos compensaram a revisão positiva. Então, o Safra diminuiu fortemente suas projeções de lucro para a companhia em 2022 e reduziu ligeiramente as previsões para o próximo ano.

Estima-se um lucro líquido em R$ 64 milhões para 2022 (-71% vs. a expectativa anterior) e R$ 372 milhões para o próximo ano (-2,4% vs. a expectativa anterior).

De acordo com o Safra, o custo de capital próprio deve ser de 13,3%, após uma elevação de 0,50 p.p. na premissa de Taxa Livre de Risco, que reflete o ambiente geral de risco mais alto no Brasil.

Sob essas novas estimativas, o IRBR3 se negocia a 0,9x P/VP 22e, em linha com players globais com operação local no Brasil, em (1,0x em média).

Diante dos resultados operacionais ainda pressionados, a exigência de capital do IRB se deteriorou nos últimos trimestres, calculou o Safra. O IRB analisa algumas alternativas para levantar capital, como a venda de ativos, ou emissão de dívida, ou mesmo aumento de capital.

A última assembléia de acionistas do IRB já aprovou um aumento de capital de até R$ 1,2 bilhão, que pode ser acionado caso os resultados da companhia se deteriorem.

As preocupações com o ritmo de recuperação operacional da empresa ainda são os principais riscos de curto prazo de nossa tese.

Os efeitos da estratégia de re-subscrição e a sinistralidade ainda maior trazem incertezas quanto a uma recuperação mais consistente dos lucros, pontuou a corretora.

Banco Safra mantém recomendação neutra e reduz preço-alvo  de R$ 4,80para R$ 3,10…

Informações Spacemoney

Deixe um comentário