Ouro fecha em queda, à medida que o mercado preferiu ativos atrelados ao risco diante de indicadores econômicos positivos na China.

LinkedIn

O ouro fechou em queda nesta segunda-feira, 6, à medida que o mercado preferiu ativos atrelados ao risco diante de indicadores econômicos positivos na China. A alta dos juros dos Treasuries também contribuiu para a fraqueza do metal precioso, uma vez que ambos concorrem como ativos de segurança para o mercado.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para agosto recuou 0,35%, a US$ 1.843,70 por onça-troy.

Divulgado na noite deste domingo, 5, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China avançou de 37,2 em abril para 42,2 em maio, com ganhos tanto no setor industrial quanto no de serviços. O dado deflagrou tomada de risco nos mercados estrangeiros, pesando sobre ativos considerados de segurança como o ouro.

Para o médio prazo, o foco do mercado do metal precioso está na política monetária do Federal Reserve (Fed), já que o ouro é sensível a alterações na curva de juros dos Treasuries. Segundo o TD Securities, as movimentações recentes do BC americano indicam que o aperto monetário seguirá o roteiro esperado pelo mercado. Desta forma, o ouro manterá o patamar atual, ao redor de US$ 1,85 mil. Há, porém, chance de liquidações de contratos no horizonte próximo, alerta o banco canadense.

Informações Estado

Deixe um comentário