Walmart está buscando alcançar a Amazon e eBay no Reino Unido

LinkedIn

Walmart (NYSE:WMT) está avançando para cima da Amazon (NASDAQ:AMZN) e eBay (NASDAQ:EBAY) enquanto procura oferecer aos varejistas no Reino Unido outro caminho para vender seus produtos online para fornecer aos consumidores uma plataforma alternativa de comércio eletrônico.

De acordo com a Bloomberg, os vendedores britânicos poderão alcançar mais de 120 milhões de pessoas que visitam o Walmart.com. Em uma tentativa de atrair mais vendedores para sua plataforma, o Walmart pretende oferecer serviços garantidos de envio de dois dias para os EUA e acesso a outros serviços para geração de vendas.

O Walmart, Amazon e eBay também são negociados na B3 através dos tickers (BOV:WALM34), (BOV:AMZO34) e (BOV:EBAY34), respectivamente.

A rede robusta do Walmart

O Walmart já atraiu uma série de varejistas do Reino Unido para sua plataforma de comércio eletrônico, incluindo a empresa de tecnologia vestível Statsports, BuyBox e a varejista generalista Pertemba. A gigante varejista depende de sua vasta rede de lojas para atrair mais varejistas e desenvolver seus negócios de comércio eletrônico.

As lojas físicas surgiram como plataformas de lançamento cruciais para drones de entrega e armazéns automatizados de onde o Walmart fornece pedidos on-line. Por outro lado, as lojas poderiam eventualmente atuar como centros de embalagem e expedição de mercadorias de empresas independentes vendidas no mercado de terceiros.

Consenso de Wall Street

Wall Street está otimista sobre as ações, com uma classificação de consenso de compra forte (strong buy), com base em 25 classificações Buy e cinco Hold. O preço-alvo médio da WMT US$ 157,3 implica um potencial de alta de 31,7% em relação aos níveis atuais.

Ponto-chave para investidores

O futuro do varejo está no comércio eletrônico, uma área em que o Walmart está investindo muito, pois procura enfrentar a Amazon e similares. O varejista possui uma vantagem competitiva na forma de uma rede robusta de lojas físicas que podem atuar como centros de atendimento confiáveis. Consequentemente, o varejista só precisa atrair mais varejistas para seu mercado de terceiros para oferecer uma plataforma alternativa de comércio eletrônico.

Deixe um comentário