Fãs do XRP comemoram quando o cofundador da Ripple finalmente descarta os tokens restantes

LinkedIn

Jed McCaleb, cofundador e ex-diretor técnico da fintech Ripple, parece ter terminado seu infame despejo de tokens XRP no mercado, com uma carteira que ele controla agora mostrando um saldo de apenas XRP 47,7, ou pouco mais de 17 dólares americanos.

De acordo com os dados do explorador de blockchain XRP Scan, McCaleb fez a última transação de saída de sua carteira apelidada de “~tacostand” no último domingo 15h31 (horário de Brasília), quando o XRP 1,1 milhão (US$ 404.000) saiu da carteira.

A transação foi seguida por uma transação “ACCOUNT DELETE” , que indica que o usuário pagou uma taxa de transação acima do normal para ter uma conta excluída do XRP Ledger.

Jed McCaleb vendeu regularmente tokens de sua carteira, que já detinha cerca de 9 bilhões de tokens XRP (BINA:XRPUSDT). O cofundador da Ripple começou a vender seus tokens depois de deixar a Ripple em 2014. Ele fundou o protocolo de pagamento rival Stellar (BINA:XLMUSDT) no final daquele ano.

McCaleb co-fundou a Ripple em 2012 sob o nome OpenCoin junto com Chris Larsen e Arthur Britto.

Os tokens que foram transferidos da carteira de McCaleb ao longo dos anos representam 18,6% do suprimento total de XRP em circulação e acredita-se que tenham adicionado pressão descendente no preço do XRP.

Sem surpresa, a notícia de que o cofundador da Ripple terminou de vender foi bem recebida pela comunidade XRP.

Às 08h47 de segunda-feira (horário de Brasília), o XRP foi negociado a US$ 0,3658, alta de 4,3% nas últimas 24 horas e 12,3% nos últimos 7 dias. No geral, subiu mais de 13% em um mês, caiu quase 40% em um ano e caiu 89% em relação ao último recorde histórico registrado em janeiro de 2018.

Com informações de CryptoNews

Deixe um comentário