Mercado Bitcoin lançará operações no México este ano: relatório

LinkedIn

O Mercado Bitcoin começará a operar no México no segundo semestre do ano por meio de uma aquisição, disse o CEO Reinaldo Rabelo à Reuters.

Além de dizer que a compra não será necessariamente outra exchange de criptomoedas, Rabelo se recusou a dar mais detalhes, dizendo que o Mercado está aguardando aprovação regulatória para o negócio.

A 2TM, controladora do Mercado Brasil, levantou US$ 200 milhões do Softbank há cerca de um ano, planejando usar esses fundos para ajudar a expandir na América Latina. Embora a empresa tenha entrado em Portugal através de uma aquisição no início deste ano, na América Latina continua a operar apenas no Brasil.

Rabelo disse que está “olhando para o mercado latino-americano com um pouco mais de cautela”, devido ao mercado de criptomoedas em dificuldades. A 2TM no mês passado demitiu mais de 80 funcionários citando “o cenário financeiro global em mudança, o aumento das taxas de juros e a inflação”.

Com sua chegada ao México, o Mercado Bitcoin planeja competir no principal mercado de seu maior par latino-americano, a exchange cripto Bitso, com sede no México, que iniciou suas operações no Brasil no ano passado.

O mercado mexicano se destaca como uma das maiores oportunidades de criptomoedas na América Latina, principalmente por seu negócio de remessas.

A Bitso processou US$ 1 bilhão em remessas de criptomoedas entre o México e os EUA no primeiro semestre de 2022, enquanto a Tether lançou seu token MXNT atrelado ao peso mexicano e a Coinbase (COIN, C2OI34) permitiu um serviço de saque no país.

Com informações de CoinDesk

Deixe um comentário