Banco da China revela novo programa de teste de contrato inteligente e-CNY para educação escolar

LinkedIn

De acordo com a agência de notícias local Sohu.com, na terça-feira (16), o banco estatal da China anunciou um novo programa para unir a educação primária com contratos inteligentes. Em uma parceria combinada com as autoridades educacionais e financeiras locais, os pais que residem na cidade de Chengdu, localizada na província chinesa de Sichuan, poderão matricular seus filhos em aulas extracurriculares ou extracurriculares usando a moeda digital do banco central digital yuan, ou e -CNY.

No teste piloto, os pais começam pagando um depósito a uma entidade educacional privada por uma série de aulas. Depois, um contrato inteligente vincula cada lição proporcionalmente ao depósito. Dessa forma, se seus filhos perderem uma aula, o pagamento e-CNY será automaticamente creditado de volta em sua conta por meio de um contrato inteligente. O Banco da China declarou:

“O programa procura explorar os benefícios trazidos pelos contratos inteligentes e-CNY. Um caso de uso potencial é substituir o papel das autoridades reguladoras para monitorar as transações de pagamento entre pais e entidades de educação privada. Outro é melhorar a liquidez das transações por meio de taxas de transação zero incorporadas no design e-CNY.”

Anteriormente, o Banco da China lançou um programa de airdrop de e-CNY para os moradores da cidade de Chongqing como parte de um incentivo local para reduzir as emissões de carbono. Os usuários que recebem o airdrop podem dispensar seus fundos para passeios de scooter, entrega de alimentos sem utensílios embalados, sacolas de compras recicláveis ​​e passagens para transporte público. Mais de 4.567.000 comerciantes em toda a China agora aceitam e-CNY como pagamento em alinhamento com a estratégia do país de estimular e digitalizar a economia com a ajuda de tecnologias emergentes como blockchain.

Por Zhiyuan Sun

Deixe um comentário