Bolsa de Moscou sugere emitir recibos de criptomoedas para quem tem medo de Blockchain

LinkedIn

A Bolsa de Moscou propôs legalizar a emissão de recibos para ativos financeiros digitais. A plataforma de negociação diz que isso permitirá que os custodiantes ofereçam aos clientes que não estão prontos para os livros distribuídos trabalharem essencialmente com títulos. A MOEX também planeja se tornar uma operadora de câmbio de criptomoedas licenciada.

Maior bolsa de valores russa se prepara para entrar no mercado de ativos digitais

A principal bolsa de ações e derivativos da Rússia elaborou uma nova legislação que autoriza os depositários a emitir recibos de ativos financeiros digitais (DFAs). Na lei russa atual, o termo amplo ‘DFAs’ abrange criptomoedas na ausência de uma definição mais precisa, mas refere-se principalmente a moedas e tokens digitais que possuem um emissor.

Sob esse acordo, os recibos do DFA podem ser negociados como títulos, explicou Sergey Shvetsov, que dirige o conselho de supervisão da Bolsa de Moscou ( MOEX ). Durante a última edição do International Banking Forum, o responsável realçou que a bolsa “entrará naturalmente neste mercado” e afirmou:

Preparamos um projeto que permite emitir recibos para ativos digitais, depois esses recibos circulam como títulos.

O MOEX já apresentou o respectivo projeto de lei junto ao Banco Central da Rússia (CBR) e também coordenará a iniciativa com o Ministério da Fazenda. A legislação fornecerá àqueles que não estão prontos para trabalhar com livros distribuídos e temem os riscos de custódia uma oportunidade de transferir esses riscos e poder emitir títulos, acrescentou Shvetsov.

“Para que os DFAs se desenvolvam, queremos propor que o próprio mercado faça a escolha – contabilidade blockchain ou contabilidade depositária”, ele elaborou, lembrando ao público que a Bolsa de Moscou também quer obter uma licença do CBR para operar como uma exchange de ativos digitais. Em agosto, a MOEX anunciou sua intenção de lançar um produto baseado em DFA até o final do ano.

“Se tal lei for adotada, os depositários russos poderão acumular DFAs em suas contas na blockchain e fornecer recibos contra eles a seus clientes. Assim que um cliente precisa do ativo subjacente, ele cancela o recibo e recebe seu ativo digital em sua conta blockchain”, disse Shvetsov, segundo a agência de notícias Prime Business.

Leitura Relacionada: Banco Central da Rússia aprova Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas para pagamentos internacionais

O apoio vem crescendo em Moscou para permitir o uso de ativos digitais, como criptomoedas para acordos internacionais em meio a sanções, enquanto ainda não está claro se os reguladores permitirão sua livre circulação dentro do país. De qualquer forma, a Rússia deve criar sua própria infraestrutura de criptomoedas, de acordo com o chefe do Comitê Parlamentar do Mercado Financeiro. Anatoly Aksakov disse recentemente que as bolsas de valores de Moscou e São Petersburgo estão prontas para fornecê-lo.

Com informações de Bitcoin.com

Deixe um comentário